Vodafone promete neutralidade carbónica até 2040

InovaçãoTecnologia Verde

A partir de abril 2021, a Vodafone Portugal vai comprar 100% de eletricidade de fontes renováveis, neutralizando a totalidade das emissões de CO_2 decorrentes da eletricidade que adquire.

O Grupo Vodafone comprometeu-se a atingir a neutralidade carbónica até 2040, e confirmou que as suas metas de redução de carbono para 2030 foram aprovadas pela Science Based Targets Initiative (SBTi).

São metas que estão “em linha com as reduções que é necessário atingir para se conter o aumento da temperatura média global a 1,5 ºC, a meta mais ambiciosa do Acordo de Paris”, refere a empresa em comunicado.

Até 2030, o Grupo Vodafone eliminará todas as emissões diretas de carbono decorrentes das suas próprias atividades e da eletricidade que adquire e utiliza.

A operadora também se compromete, até 2030, a reduzir para metade as emissões indiretas de carbono provenientes de outras fontes emissoras, incluindo joint ventures, todas as compras na cadeia de valor, da utilização dos produtos que comercializa e das viagens de negócio.

Em 2040, o Grupo Vodafone terá eliminado por completo as emissões indiretas de outras fontes emissoras.

O CEO do Grupo Vodafone, Nick Read, afirma que estão “comprometidos em reduzir a pegada de carbono através da melhoria da eficiência energética, da utilização de energia renovável, da redução dos resíduos da rede e da integração de novos critérios ambientais no processo de seleção de fornecedores”.