Thyssenkrupp inaugura Torre de Testes na China

Inovação

A Thyssenkrupp Elevator anunciou o cumprimento de mais um objetivo ao nível da inovação, tendo inaugurado a nova Torre de Testes na cidade de Zhongshan.

A Thyssenkrupp Elevator anunciou o cumprimento de mais um objetivo ao nível da inovação, tendo inaugurado a nova Torre de Testes na cidade de Zhongshan, na província de Guangdong, na China.

Em comunicado, a empresa explica que esta inauguração reforça a aposta que a Thyssenkrupp está a fazer na China, dois anos após a abertura do Multiple-Purpose Facility Building, em Shanghai.

A Torre de Testes da China é uma das mais altas torres do mundo, com 248 metros de altura, e 31 andares acima do solo, e representa o investimento diário que a Thyssenkrupp emprega em Research & Development e inovação no setor da elevação.

Com 13 eixos, esta Torre de Testes está apta a testar novos conceitos e produtos piloto, incluindo elevadores de alta velocidade, que podem atingir os 18 metros por segundo, assim como o MULTI, o primeiro elevador sem cabos do mundo. Esta Torre está igualmente apta a levar a cabo testes robustos do ponto de vista da segurança, através do sistema AMD (Active Mass Damper). Um sistema que permite simular condições atmosféricas extremas como terremotos ou tufões.

A China é um dos países mais populosos do mundo, e representa o maior mercado da Thyssenkrupp na Ásia, com níveis de faturação que chegam aos 17,8% do total do último ano fiscal. Empenhados em tornar as cidades locais cada vez melhores para se viver, a thyssenkrupp vai continuar a investir no mercado chinês, sendo o negócio dos elevadores o seu principal foco de investimento.

Andreas Schierenbeck, CEO da Thyssenkrupp Elevator, afirma que “é nossa ambição estarmos cada vez mais próximos dos nossos clientes, e o momento dos testes e desenvolvimento do processo é muito importante para garantir que nos conseguimos adaptar ao que as pessoas querem e precisam. A China é um território muito desafiante para se trabalhar, com cerca de 500.000 unidades a serem instaladas todos os anos. Por tudo isto, a China foi uma escolha natural para nós, para decidimos instalar a nossa primeira Torre de Testes a nível internacional”.