Tecnologias de IA da Priberam em funcionamento no aeroporto de Frankfurt

Inovação

Desde 2005 que a DW tem cooperado com este aeroporto no sentido de fornecer boletins noticiosos especiais para os viajantes.

A plataforma plain X, desenvolvida pela Priberam em colaboração com o grupo de media alemão Deutsche Welle (DW), já está em pleno funcionamento no aeroporto de Frankfurt, onde disponibiliza legendagem dos boletins noticiosos, anunciou hoje a empresa portuguesa.

Esta plataforma HLT começou agora a ser usada no FRA (Flughafen Frankfurt am Main), o maior aeroporto alemão, nos boletins noticiosos da DW que são exibidos na gare.

Desde 2005 que a DW tem cooperado com este aeroporto no sentido de fornecer boletins noticiosos especiais para os viajantes, os quais são hoje exibidos em quase 200 ecrãs.

A legendagem é um dos requisitos deste serviço da DW – a empresa alemã produz programação em mais de 30 idiomas para dezenas de países e territórios – que era, até aqui, realizada num processo totalmente manual.

Além disso, a funcionalidade é sobretudo relevante neste caso de uso, uma vez que os monitores que exibem as imagens têm normalmente o som desligado ou este acaba por ser ininteligível entre o ruído ambiente.

Agora, a criação das legendas é feita de forma semiautomática através da plataforma plain X. A tecnologia desenvolvida pela Priberam tem diversas aplicações, desde a tradução e transcrição assistidas por Inteligência Artificial até à legendagem automática e produção de voiceovers, entre outras possibilidades.

No caso do aeroporto de Frankfurt, o plain X utiliza scripts que são submetidos à plataforma, sincroniza-os com as streams de vídeo e cria automaticamente ficheiros com legendas que são colocados em pasta predefinidas.

No final do processo, a DW envia os vídeos da programação completos e legendados para os servidores do aeroporto, onde são exibidos. O processo está totalmente automatizado.

O plain X será em breve lançado comercialmente como uma plataforma HLT tipo SaaS e destinada a todos os cenários de utilização para produção noticiosa.

Carlos Amaral, CEO da Priberam, comentou a propósito que “o plain X é a demonstração perfeita não apenas do know-how da Priberam no desenvolvimento de ferramentas de Inteligência Artificial aplicadas à linguagem, mas também de como é possível – e desejável – fazer a transição de um projeto de investigação para um produto comercial capaz de ser adaptado a diferentes cenários de utilização”.

Read also :