Tencent

Chinesa Tencent já vale mais do que o Facebook

A Tencent tornou-se a primeira empresa chinesa a ser avaliada em mais de 500 mil milhões de dólares e a quinta empresa mais valiosa do mundo, ultrapassando o Facebook que terá que se contentar com a sexta posição.

Tencent lança SO para Internet das Coisas

A Tencent acaba de lançar um novo sistema operativo que espera vir a ser o seu estandarte na esfera da Internet das Coisas. Com este ecossistema aberto a todos os programadores, a empresa chinesa quer ganhar força para batalhar com as suas rivais conterrâneas, como a Xiaomi e a Alibaba, no mercado dos equipamento conectados.

Tencent chega à casa dos 200 mil milhões

A Tencent atingiu, pela primeira vez na sua história, um valor de mercado de mais 200 mil milhões de dólares. A tecnológica chinesa vale agora mais do que as congéneres norte-americanas Amazon, a IBM ou a Oracle. Depois de as suas ações terem subido até aos 22 dólares, aquela que é uma das maiores empresas

Tencent junta-se à corrida dos carros conectados

A Tencent, Hon Hai e a China Harmony Auto juntaram-se para explorar oportunidades de negócio no âmbito dos carros conectados. Esta coligação aproxima a Tencent das conterrâneas Alibaba e Baidu, que já começaram as dar os primeiros passos na esfera dos connected cars com o apoio de fabricantes automobilísticas. O mercado dos carros com capacidade

Tencent regista crescimento mais lento dos últimos sete anos

A chinesa Tencent revelou os seus resultados referentes ao quarto trimestre de 2014. Apesar do crescimento de 24 por cento, as receitas da empresa mostram que o crescimento está a abrandar, já que foi a percentagem de crescimento mais baixa dos últimos sete anos. A Tencent é um gigante dos jogos e das redes sociais

As tecnológicas chinesas na Bolsa de Hong Kong

A Bolsa de Hong Kong fechou com a Lenovo e a Hutchison Whampoa a registarem uma queda nas suas ações. A China Mobile, a Tencent e a China Unicom viram as suas ações subirem ligeiramente. Hoje não foi um dia bom para a Lenovo na Bolsa de Hong Kong. Com uma queda de 1,12 por

JD.com e Tencent investem 1,3 mil milhões em site chinês

O site de e-commerce chinês JD.com e a Tencent vão juntar-se para investir 1,30 mil milhões de euros na Bitauto, a empresa responsável por um site com informações sobre automóveis. O JD.com é o segundo site mais importante de compras na internet na China, a seguir ao Alibaba. A empresa está disposta a investir mais

China já tem primeiro banco online privado

Pertence à Tencent e chama-se WeBank: é o primeiro banco online de iniciativa privada na China, onde a maioria dos bancos pertence ao governo. Foi lançado oficialmente esta semana e recebeu o nome de WeBank graças à aplicação de mensagens WeChat, também detida pelo mesmo grupo. Esta é a primeira instituição bancária do género a

Tencent faz acordo de distribuição de músicas com a Sony

A Tencent, uma das grandes forças chinesas da Internet, traçou com a Sony Music Entertainment aquele que é o mais recente de uma série de acordos que realizou sobre distribuição de conteúdos musicais. A empresa chinesa quer com estes negócios muscular o setor chinês das músicas pagas e mitigar a pirataria. Anunciada hoje, a parceria

Tencent e IBM assinam parceria cloud

A Tencent revelou hoje que vai unir forças com a IBM para desenvolver um novo negócio de software cloud para consumidores corporate, o que evidencia o redirecionamento da empresa chinesa para um dos setores com maior força na indústria da Internet da China. Tendo ganho a sua fama com o lançamento da aplicação de mensagens

Tencent aposta no setor da Saúde

O GuaHao.com, prestador de serviços de Saúde online com sede em Hangzhou recebeu mais de cem milhões de dólares por parte da Tencent Holdings Limited, de acordo com um anúncio da empresa. Este é o maior investimento no setor da Saúde da China. Não foram divulgados mais detalhes sobre o investimento. Mas o GuaHao.com continuará a

Setor de e-commerce na China será em breve campo de batalha

A China prepara-se para assistir ao nascimento de uma nova empresa de e-commerce, depois de o grupo Dalian Wanda e a Tencent terem hoje anunciado que juntar-se-iam ao Baidu para criarem um novo player no maior e mais forte mercado de comércio eletrónico do mundo. Avaliada em 814 milhões de dólares, a joint venture será

Tencent compra percentagem na NavInfo

Uma das maiores empresas da Internet na China, a Tencent, vai gastar 1,17 mil milhões de yuans (cerca de 135 milhões de euros) por 11,3 por cento da NavInfo, uma das maiores empresas de mapping no país. Mais conhecida por ser a criadora do WeChat, os produtos da Tencent, na China, incluem uma grande variedade

China volta a atacar WeChat com medidas opressivas

Dezenas de contas da plataforma WeChat foram suspensas ou canceladas pelas autoridades chinesas. O controlo do governo sobre a Internet tem vindo a ser cada vez mais austero e implacável. Publicações noticiosas chinesas revelaram que algumas das contas afetadas pela medida governamental pertenciam a afamados colunistas com um vasto número de seguidores. Fontes anónimas disseram

China é campo de batalha entre as grandes tecnológicas

A par da compra de 19 mil milhões de dólares do WhatsApp pelo Facebook, as empresas de Internet chinesas batalham pelos 618 milhões de utilizadores chineses da Grande Rede.   A Tencent, a Alibaba e a Baidu são as empresas da China que mais se destacam na demanda para colmatarem as suas falhas comerciais. As

Valorização da Alibaba alcança valor importante

A valorização média da Alibaba alcançou 153 mil milhões de dólares em ganhos, o que representa um aumento de 28 por cento do valor face aos 120 mil milhões estimados em outubro de 2013. Os analistas esperam que a Alibaba consiga o maior IPO desde que o Facebook, empresa que vale agora 159,4 mil milhões

Competição pelo e-Commerce intensifica na China

A Tencent e a Alibaba, as duas empresas mais poderosas de Internet do país, estão a investir cada vez mais no comércio eletrónico. A Tencent opera com serviços de mensagens como o QQ e o WeChat, enquanto que o Alibaba possui sites de e-Commerce como o Taobao e ainda o Tall. O comércio eletrónico representa