resultados

Desaceleração macroeconómica global não afeta prestação da Lenovo

O Lenovo Group anunciou os resultados de seu terceiro trimestre fiscal, encerrado em 31 de dezembro de 2015 que culminaram em uma receita trimestral de 12,9 mil milhões de dólares, uma queda de 8% em relação ao ano anterior, ou 2% em relação ao ano anterior sobre uma base de moeda constante.

Sage garante crescimento sustentado em 2015

A Sage registou um crescimento orgânico das receitas de 6% e um crescimento da receita orgânica recorrente de 9%. A culpa foi da subscrição de software, que atuou como principal impulsionador.

74% dos internautas descarregam ficheiros maliciosos sem saber

Durante este ano, a Kaspersky Lab realizou um teste aos hábitos online dos utilizadores, no qual participaram 18 mil pessoas de países de todo o mundo, entre os quais Portugal. De acordo com os dados recolhidos, 74 por cento de todos os utilizadores da Internet que participaram no teste descarregam ficheiros potencialmente maliciosos, já que não são capazes de detetar os perigos online a que estão expostos.

Trabalho fora de horas contribui com mais de 8,3 triliões de dólares para economia global

Os empresários das Pequenas e Médias Empresas de todo o mundo contribuíram com mais de 8,3 triliões de dólares para a economia global, através de trabalho feito foras das horas normais em prol dos seus negócios, revela um estudo global da Sage. Em Portugal, os empresários não fogem à tendência e pagam o preço desta contribuição ao sacrificarem a vida pessoal e familiar em prol do sucesso do seu negócio.

Garmin anuncia resultados do terceiro trimestre de 2015

A Garmin anunciou os seus resultados operacionais referentes ao terceiro trimestre de 2015. As receitas somaram 680 milhões de dólares, com as áreas de negócio de fitness, outdoor, aviação e marítima a representarem 61 por cento deste total. As margens bruta e operacional fixaram-se nos 53 por cento e 18,5 por cento, respetivamente. O valor do dólar norte-americano teve um impacto negativo na receita de aproximadamente 52 milhões de dólares, ou 7 por cento, no trimestre em análise. A empresa sublinhou ainda que neste período foram distribuídas aproximadamente 3,9 milhões de unidades, valor que traduz um aumento de 4 por cento face ao mesmo trimestre do ano anterior.

Trimeste não foi favorável aos resultados da Lenovo

Entre julho e setembro, a chinesa Lenovo registou prejuízos de 714 milhões de dólares ao absorver os custos de aquisição e reestruturação para lidar com a fraca procura nos mercados globais de computadores pessoais e smartphones, anunciou a agência Reuters.

Samsung lucra 6,3 mil milhões no terceiro trimestre

A Samsung conseguiu arrecadar lucro neste terceiro trimestre, o que não acontecia desde 2013. A fabricante sul-coreana estima que as quebras sofridas pelo negócio de smartphones foram amortecidas por fortes vendas nas áreas dos processadores e dos ecrãs.

Gstep consegue volume de negócios de 2 milhões no primeiro semestre

A portuguesa Gstep saiu do primeiro semestre com um volume de negócios de dois milhões de euros, o que a coloca mais perto de alcançar os 3 milhões, objetivo que pretende alcançar até ao fim do ano. Um quarto da faturação conseguida neste período foi gerado fora do país.

HTC vai despedir 2300 funcionários

Confirma-se agora que a companhia taiwanesa vai mesmo reduzir a sua força de trabalho. Esta decisão surge depois de a empresa ter registado uma quebra de quase 50 por cento nas receitas trimestrais e de ver a sua marca, fábricas e edifícios perderem valor.

Pure Storage apresenta pedido de oferta pública inicial de ações

A empresa de armazenamento de dados apresentou aos reguladores norte-americanos um pedido para a realização da sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) ordinárias, um ano após investimentos privados avaliarem a empresa em mais de 3 mil milhões de dólares.

Compra de chips para jogos projeta resultados da Nvidia

Não só a Nvidia aumentou a receita do segundo trimestre como fez uma previsão da receita melhor que a esperada para o atual trimestre, ajudada pela forte procura pelos seus chips gráficos usados em em jogos de computador e automóveis.

Internet: quem venceu e quem perdeu na última época de resultados

Nas últimas semanas, os resultados das empresas saíram uns atrás dos outros, agitando e desconcertando a bolsa a cada lucro surpreendente e a cada prejuízo arrebatador. Agora, é tempo de olhar para trás e perceber quem saiu vencedor e quem saiu derrotado neste último trimestre. E foi precisamente isso que a agência de notícias Bloomberg fez para o setor da Internet

Indra regista prejuízo ainda maior do que se esperava

Esperava-se que a espanhola Indra fechasse os primeiros seis meses deste ano com um prejuízo de 378,5 milhões de euros, escreve a Reuters, mas a divulgação dos resultados veio mostrar um cenário ainda pior. A companhia registou um resultado líquido negativo de 436 milhões de euros.

Nintendo tem lucro no segundo trimestre com fortes vendas

A fabricante japonesa de jogos informou que obteve lucro no segundo trimestre, desafiando as expectativas do mercado que previa prejuízos, com um iene mais fraco e vendas fortes de suas miniaturas “amiibo”, vendidas como acessórios de jogos populares da marca.

Qualcomm quer ser player de peso na indústria de semicondutores

A Qualcomm ainda é uma das maiores fabricantes de chips para telemóveis. Mas, com a força dos concorrentes a aumentar, a empresa de San Diego pode ficar na sombra. Para contornar a situação, a empresa vai pôr em prática uma estratégia renovada, da qual faz parte a análise de oportunidade de aquisições, segundo declarações do CEO, Steve Mollenkopf, à Bloomberg.