resultados

Lucro líquido da dona da Google sobe 27,6%

A Alphabet, holding que detém a Google, fechou setembro com 5,06 mil milhões de dólares, um crescimento de 27,6%, enquanto as receitas subiram outros 20%, passando para 22,45 mil milhões entre julho e setembro. Conseguiu ainda reduzir os prejuízos de outras “apostas”, como o Google Nest (de automação residencial) e o Google Fiber.

Anturio regista crescimento de 20% no primeiro semestre

Negócio internacional, com destaque para Moçambique, o crescimento do mercado interno e a aquisição de duas novas empresas permitiu à Anturio registar um crescimento de 20% no primeiro semestre face a igual período de 2015.

Intel prevê receitas trimestrais acima da previsão

A Intel Corporation revelou esperar que as receitas do terceiro trimestre estejam acima da previsão da companhia. A Intel antecipa, agora, que as receitas deste período sejam de 15.6 mil milhões de dólares comparativamente ao anterior de 14.9 mil milhões de dólares.

Garmin cresce 5% no segundo trimestre

O total das receitas do segundo semestre da Garmin foi de 812 milhões de dólares, o que revelou um crescimento de 5% face ao ano de 2015, com as áreas de fitness, outdoor, marítimo e aviação a apresentarem um crescimento coletivo de 20% face ao mesmo trimestre do ano passado. Estas áreas representam já 70% das receitas totais.

Cilnet reporta crescimento de 16% no primeiro semestre

A tecnológica portuguesa Cilnet diz ter atingido um crescimento de 16% no primeiro semestre de 2016 em relação ao período homólogo do ano anterior. A faturação foi de 7.473 mil euros, resultado da aposta na nova área de Serviços OMG (NOC e SOC). A empresa prevê acabar este ano com a faturação 15% acima do ano passado.

Resultados: Fortinet cresce 30% no segundo trimestre

A Fortinet, empresa especializada em cibersegurança , tornou públicos os seus resultados financeiros correspondentes ao segundo trimestre que finalizou a 30 de junho de 2016 e que lhe deu direto a um crescimento de 30% face ao ano anterior.

Uber perde 1,2 mil milhões em seis meses

Uber terá perdido pelo menos 1,2 mil milhões de dólares, cerca de 1,06 mil milhões de euros, nos primeiros seis meses de 2016. Também o mercado norte-americano terá voltado a ficar no vermelho.

ZTE cresce na primeira metade do ano

Empresa chinesa de equipamentos de telecomunicações registou um aumento do lucro líquido no primeiro semestre de 2016. Crescimento da adoção de tecnologia 4G na China ajudou a diminuir o impacto das restrições nos Estados Unidos.

IFS cresce 9% e alcança 182 milhões de euros no primeiro semestre

O volume de negócios da IFS cresceu 9% nos primeiros seis meses face ao mesmo período do ano passado, em linha com os objectivos para 2016. Estes resultados, que a empresa obviamente classificad como positivos, vão permitir reforçar a sua presença nos mercados que considera prioritários, nomeadamente, Infraestruturas, Fabricação, Serviços, Aeroespacial e Defesa.

Grupo Teleperformance cresce 6,8% no 1.º semestre

Os primeiro seis meses do ano valeram ao grupo Teleperformance um crescimento de 6,8%. Se falarmos em segundo trimestre, o aumento do negócio foi de  8,2% em comparação com período homólogo. O EBITA situa-se agora nos 8,9% da receita com um Cashflow livre de impostos nos 121 milhões de euros.

Alphabet com resultados acima do esperado

A Alphabet, holging que controla a Google, subiu 21,3 por cento no segundo trimestre, acima do esperado, após fortes vendas de anúncios em aparelhos móveis e conteúdo de vídeo. Ou seja, as grandes tecnológicas, este últimos trimestres, têm basicamente todas apresentado contas que superam as expectativas criadas. 

Amazon sobe na nuvem dos resultados

A Amazon superou as expectativas das receitas trimestrais. A culpa volta a ser da expansão na sua unidade de serviços de nuvem e um aumento nas assinaturas para seu programa de fidelidade Prime.

Vendas de publicidade projeta resultados do Facebook

Os resultados trimestrais do Facebook superaram as estimativas de Wall Street, quer em termos de lucro quer de receitas. A culpa parece ser do popular aplicativo móvel da companhia e um esforço com vídeos que acabaram por atrair novos anunciantes, para além de terem levado aos atuais anunciantes a investirem mais.

Declínio na venda de PC’s “afunda” receita da Intel

A Intel registou uma receita trimestral abaixo do esperado. É que apesar das vendas dos microchips da marca norte-americana que alimentam centros de dados terem sido fortes, não conseguiram compensar o declínio prolongado na procura por chips de computador.

Cloud computing põe resultados da Microsoft nas nuvens

Há seis meses que a Microsoft não tinha um dia em bolsa tão favorável como o de ontem. A razão? A empresa norte-americana divulgou os resultados trimestrais que indicaram forte crescimento na área de negócios de cloud.

Despedimentos na Nokia podem chegar a 15 mil, diz sindicato

Os cortes da fabricante de equipamentos de rede de telecomunicações Nokia podem totalizar entre 10 mil a 15 mil empregados em todo o mundo – muito mais do que o anunciado – após a compra da rival Alcatel-Lucent, disse um representante do sindicato finlandês.

WeDo Technologies reporta faturação de 607 milhões

170 clientes, 98 países, 551 colaboradores, de 20 nacionalidades. Estes são os número da WeDo Technologies que acrescenta agora mais dois valores: uma receita acumulada de 607 milhões de euros e um EBITDA positivo de 74 milhões de euros.  

Ações da Apple têm pior semana desde 2013

A Apple encerrou na última sexta-feira (29/4) a sua pior semana no mercado de ações desde 2013. Isto sem contar com as preocupações sobre uma desaceleração nas vendas de iPhones e após a revelação do influente acionista Carl Icahn que vendeu as suas ações da empresa.

Negócio de sensores da Sony desacelera

A Sony Corp apresentou um prejuízo anual no seu negócio de sensores de imagens, aumentando os rumores de que a recuperação da empresa nos últimos anos possa ter perdido o ímpeto, diz a Reuters, mesmo que os cortes de custos tenham ajudado a companhia a registar seu maior lucro operacional em oito anos.

2015: Bizdirect cresce 9% em volume de negócios

A Bizdirect, empresa tecnológica do universo Sonae IM, fechou o ano de 2015 com receitas na ordem dos 38,3 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 9% no volume de negócios face ao ano anterior e 22% face ao orçamento.

SAP anuncia resultados do primeiro trimestre de 2016

A SAP anunciou ontem (20) os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2016 com crescimento do Lucro Operacional em contraste com os principais concorrentes. A Cloud foi o grande motor das receitas neste início de ano.

Cloud ajuda IBM a superar estimativas de receita

A receita trimestral da IBM superou as estimativas dos analistas, com a transição da empresa para áreas de alto crescimento, como serviços baseados na nuvem que começaram a produzir resultados.

Pedidos de patentes de Portugal aumenta em 21%

De acordo com o relatório anual do Instituto Europeu de Patentes (IEP), os pedidos de patentes de Portugal cresceram 21,2 por cento no ano passado. Os resultados revelam que, em 2015, as empresas, os centros de investigação e as universidades portuguesas apresentaram 137 pedidos de patentes ao IEP. Este aumento foi fomentado sobretudo por empresas dos E.U.A. e da China, enquanto o volume de pedidos provenientes dos 38 países-membros do IEP manteve-se estável.

Fortinet cresce 37% em 2015

A norte-americana Fortinet reportou, em 2015, receitas de 1.010 milhões de dólares, um crescimento de 31% face ao ano anterior. A empresa especializada em ciber segurança, com escritório em Lisboa, explica os resultados com “aquisições e estratégia de expansão”.