John Chen

BlackBerry abandona fabrico de equipamentos

John Chen, CEO da companhia, disse em conferência de divulgação dos resultados do segundo trimestre que todo o desenvolvimento interno de hardware será interrompido e o fabrico de equipamentos será passado a parceiros.

BlackBerry torna gratuitos serviços de privacidade do BBM

A BlackBerry continua o seu esforço para se manter relevante, num mercado onde detém agora cerca de 1% de quota mundial. A fabricante canadiana anunciou que vai deixar de cobrar pelas funcionalidades avançadas de privacidade do serviço de mensagens BBM.

BlackBerry está a caminho da recuperação

O diretor executivo da BlackBerry pode, por fim, respirar fundo, depois de ter colocado um ponto final num excruciante e demorado processo de reorganização da empresa que retornou-a ao caminho que lhe permitirá atingir um crescimento saudável. John Chen, que assomou à direção da tecnológica há cerca de oito meses, disse que chegaram ao fim os cortes

CEO da BlackBerry diz que probabilidades de dar a volta é 80-20

O Chief Executive Officer da BlackBerry, John Chen, afirmou que as chances de conseguir dar a volta na fabricante é de 80-20. Em novembro, quando Chen foi nomeado CEO da BlackBerry, colocou as probabilidades da empresa conseguir dar a volta em 50-50. Ontem, no Re/code’s Code Conference, o CEO da BlackBerry afirmou que “temos muitos

BlackBerry mantém John Chen na direção

A BlackBerry anunciou que vai suspender a procura por um novo líder e que irá manter John Chen na direção, passando este a exercer funções a longo prazo. John Chen foi nomeado diretor-executivo interino da BlackBerry no passado mês de novembro e a decisão de este responsável passar a exercer funções a longo prazo dentro

CEO da BlackBerry afirma que empresa vai ser lucrativa

A BlackBerry teve um ano de 2013 para esquecer, com o lançamento de vários produtos falhados e vários despedimentos em massa. John Chen, o novo CEO, acredita que nos próximos anos a empresa vai ser lucrativa. Durante o ano passado, a empresa lutou para sobreviver enquanto os concorrentes diretos, como a Samsung, Apple e Microsoft,