Internet.org

Facebook quer distribuir Internet em África através de satélite

O Facebook vai passar a fornecer Internet a países da África subsariana através de um satélite da operadora francesa Eutelsat, que deverá ser lançado ainda este ano. A rede social está já a colaborar com fornecedores locais para que as populações de zonas remotas possam ter acesso aos seus serviços através do satélite.

Zuckerberg defende Internet.org depois de problemas na Índia

Várias empresas indianas afastaram-se do projeto de internet livre fundado pelo criador do Facebook, alegando incompatibilidades com a ideia de neutralidade da internet. Porém, Zuckerberg fez questão de responder e defender a iniciativa. A Internet.org já viu dias mais fáceis no que diz respeito à implementação do conceito de internet livre em territórios onde o

Empresas indianas desistem de internet livre de Zuckerberg

A iniciativa Internet.org parecia ter tudo para dar certo: um fundador com um nome sonante, uma missão louvável e um grupo de empresas apoiantes com peso suficiente no mercado. No entanto, a última parte da equação parece estar decidida a desistir do projeto. A Internet.org foi lançada, na Índia, há apenas dois meses mas as

Facebook leva serviços online grátis à Índia

Mark Zuckerberg expandiu os países em que o projeto Internet.org está presente, chegando à Índia. O objetivo é levar serviços online considerados básicos a populações com menos recursos financeiros. Internet.org é o nome do projeto fruto de uma parceria entre o Facebook e outras empresas tecnológicas como a Samsung e a Qualcomm e que pretende

Facebook e tecnologia de drones agora unidos

O Facebook procura associar-se à tecnologia de drones para incentivar a conetividade à Internet com a compra da empresa pioneira Titan Aerospace. Um relatório da TechCrunch revelou que as duas empresas estão em debate relativamente a uma aquisição, se tal acontecer a empresa Titan Aerospace construirá à volta de onze mil exemplares dos 60 modelos

Mark Zuckerberg perde interesse pela Snapchat

O CEO do Facebook subiu ao palco do Mobile World Congress de onde falou dos seus planos para aumentar o número de internautas mundiais e da aquisição da WhatsApp. Tentou uma vez, mesmo até duas, mas não haverá uma terceira oferta. Pelo menos não acontecerá de momento, porque o Facebook estás mais do que servido