ciberespionagem

ProjectSauron: o malware que se esconde há quase 5 anos

A Kaspersky identificou um malware que pode fazer parte de uma rede de ciberespionagem que afeta organizações ligadas aos Estados, designado por ProjectSauron. De acordo com análises forenses, esta ameaça está operacional desde junho de 2011, o que significa que não foi detetada durante quase 5 anos.

Kaspersky Lab alerta para utilização maliciosa das tecnologias open source

Os analistas da Kaspersky Lab identificaram uma nova tendência nos ciberataques. Os ciberespiões estão a utilizar ferramentas limpas e abertas (open source) disponíveis online para fazerem os seus ataques em vez de desenvolverem ferramentas próprias ou de adquiri-las clandestinamente a outros fornecedores.

China prendeu hackers suspeitos de atacar empresas norte-americanas

Sem grande aparato e a pedido dos EUA, o governo chinês capturou cibercriminosos nacionais suspeitos de terem roubado e vendido segredos comerciais de empresas norte-americanas. A operação aconteceu em meados de setembro e é vista como uma maneira de atenuar as tensões entre a China e os Estados Unidos, que já ameaçaram Pequim com sanções económicas caso persistam os ciberataques promulgados pelo governo.

Obama e Xi Jinping chegam a acordo mas mantêm-se as tensões

Os Presidentes Barak Obama e Xi Jinping vão unir forças para combater a criminalidade cibernética. Mas, apesar do entendimento entre duas das mais fortes potências económicas e tecnológicas mundiais, o Chefe de Estado norte-americano não deixou de sublinhar que os hackers chineses que insistirem em penetrar as defesas cibernéticas dos Estados Unidos não ficarão impunes.

Chips da Gemalto podem ter sido comprometidos

A Gemalto disse que está a investigar uma possível quebra de segurança dos seus chips para cartões SIM. De acordo com a fabricante holandesa, cujas suspeitas se baseiam em documentos fornecidos por Edward Snowden, ciberespiões norte-americanos e britânicos podem ter estado envolvidos no roubo das chaves de encriptação que protegem os chips e que visam assegurar

Hackers iranianos espiaram oficiais em todo o mundo

Um grupo de cibercriminosos iranianos, ao longo de três anos, espiou líderes políticos e militares de alta patente de várias nações, incluindo os Estados Unidos e Israel, através da criação de perfis de Facebook falsos e de um portal noticioso fictício com o nome NewsOnAir.org, numa operação de espionagem cibernética sem precedentes. A empresa de

Pequim e Washington: uma aliança em ruína?

O governo chinês, depois de os Estados Unidos terem acusado cinco dos seus oficiais militares de ciberespionagem de várias empresas norte-americanas, convocaram o embaixador americano na China para expressar a sua  indignação e assegurar que não ficará de braços cruzados perante tais argumentos acusatórios. Max Baucus, embaixador norte-americano na China desde março, reuniu-se ontem com

RSA acusada de compactuar com práticas de espionagem da NSA

Um grupo de investigadores académicos revelou que a RSA, empresa de segurança industrial, desenvolveu não apenas um, mas dois programas de software para a Agência de Segurança Nacional norte-americana, potenciando a capacidade de monitorização de comunicações online. Em dezembro, a Reuters havia comunicado que a Agência de Segurança Nacional (NSA) tinha pago à RSA Data

NSA espia servidores da Huawei

Mais uma vez a Agência Nacional de Segurança (NSA) ocupa um lugar de destaque em polémicas de espionagem. O governo chinês exige uma explicação dos Estados Unidos relativamente à alegada espionagem dos servidores da Huawei realizada pela NSA. A China revelou estar profundamente descontente com as atividades de vigilância ilícita por parte da NSA e

Google não sabia da ciberespionagem da NSA

O presidente da Google, Eric Schmidt, garante que a empresa não tinha conhecimento sobre as escutas efetuadas pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos. O executivo mostra-se determinado em mostrar que a multinacional não teve nada a ver com as ações de ciberespionagem da NSA e da GCHQ, serviços secretos britânicos, que desviaram dados

Portugal tem um posto de ciberespionagem da NSA

A Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos disseminou malware por mais de 50 mil redes informáticas do mundo. Uma fuga de informação revela que a NSA tem um posto de ciberespionagem sedeado em Portugal. A agência de espionagem norte-americana tem instalado em Portugal um ponto de acesso que poderá ser utilizado para controlar a

Mercosul quer garantir segurança contra a ciberespionagem

Na reunião de ministros de Relações Exteriores de países-membros do bloco económico, o Mercado Comum do Sul criticou a “espionagem global” realizada pelos Estados Unidos a vários países e organizações. Representantes do Brasil, Argentina, Uruguai e Venezuela estiveram presentes da reunião realizada ontem na cidade de Caracas, onde reiteraram a necessidade de garantir a segurança