Ataques Cibernéticos

Politécnico de Leiria forma especialistas para lidar com ciberataques

O novo mestrado em Cibersegurança e Informática Forense irá decorrer no próximo ano letivo de 2017/2018, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG/IPLeiria).  A formação pretende responder às necessidades das empresas de possuírem profissionais especializados na área de segurança informática.

AIG revela os principais ataques cibernéticos dos últimos três anos

A AIG, companhia de seguros norte-americana, revela as principais ataques cibernéticos feitos contra empresas nos últimos três anos. De acordo com os sinistros registados, entre 2013 e 2016, na região EMEA (Europa, Médio Oriente e África), 20% estiveram relacionados com a ciberextorsão e 14% dos sinistros foram relativos a pirataria de dados confidenciais.

Site de votações do referendo Brexit pode ter sido alvo de ciberataques

Um grupo de legisladores britânicos afirmam que site do qual os britânicos tiveram de aceder para poder votar no referendo sobre a permanência na União Europeia, pode ter sido alvo de manipulação por parte de hackers estrangeiros. A suspeita fundamentada, por parte deste comité, refere que o site teve problemas informáticos, antes de atingir os prazos de votação.

Crime cibernético ameaça empresas de todo mundo, avisa MDS

No primeiro encontro da MDS Trends, concluiu-se que o risco cibernético é uma das maiores ameaças para as empresas em Portugal e no mundo, tendo um impacto económico superior a 20% em perda de receitas, de clientes e oportunidades de negócio.

Milhões de emails spam estão contaminados com trojan financeiro, diz Symantec

Trata-se do Trojan Dridex, que surgiu como uma das ameaças mais perigosas às instituições financeiras em 2015. O número de infeções detetadas pela Symantec, empresa de segurança da informação, entre janeiro e abril, apontou para menos de 2 mil infeções por mês, número que atingiu quase 16 mil em junho.

Retaliação: o novo mote da abordagem cibernética dos EUA

O governo norte-americano tem uma nova estratégia cibernética, que passa por demonstrar a sua capacidade de retaliação em caso de ataque. Esta nova abordagem, mais imponente e feroz do que a apresentada em 2011, visa dissuadir eventuais “ciberinimigos” de atentarem contra as infraestruturas e sistemas informáticos dos Estados Unidos da América. A nova estratégia de

Empresas não estão preparadas para ataques cibernéticos

A IBM não tem qualquer dúvida. A maioria das empresas não está preparada para lidar com ataques cibernéticos. Por isso, 75% dos entrevistados para um estudo levado a cabo pela empresa norte-americana espera aumentar orçamento em segurança nos próximos anos. Os números são claros: mais de 80% dos líderes de segurança digital acreditam que o desafio