Startups da Coreia do Sul vão estar na CEBIT

NegóciosStartup

Pela primeira vez, as startups da Coreia do Sul vão marcar presença no CEBIT, o festival de negócios da Europa para a Inovação e Digitalização.

Pela primeira vez, as startups da Coreia do Sul vão marcar presença no CEBIT, o festival de negócios da Europa para a Inovação e Digitalização.

Atualmente, a Coreia do Sul está no centro das atenções por estar a acolher as Olimpíadas de Inverno de 2018. Para além disso, o sucesso da indústria coreana de alta tecnologia coloca o país e as suas empresas no topo mundial. Juntamente com o Japão e a China, a Coreia do Sul é um dos principais hotspots tecnológicos do mundo.

O sucesso da Coreia do Sul não é uma coincidência, uma vez que o governo local está a investir mais dinheiro em pesquisa e desenvolvimento em relação ao produto interno bruto do que quase qualquer outro país industrializado. Segundo o Ministério da Ciência e da Cultura da Coreia do Sul, estas despesas totalizam cerca de 62 mil milhões de dólares em 2016.

Para além disso, os sul-coreanos são considerados extremamente experientes na internet, com 92% dos cidadãos a desfrutar do acesso à internet com taxas de transferência de dados que muitas das empresas ou consumidores no resto do mundo só poderiam sonhar.

As empresas que se aproximam das grandes cidades sul-coreanas, como Seul, Busan e Daegu, estão relutantes em mostrar as suas cartas noutras nações, principalmente quando se trata de conceitos promissores com o potencial de transformar essas startups em futuros players globais.

No entanto, o CEBIT deste ano vai ser a exceção para o Koreia Innovation Centre Europe (KIC Europe). Lançado no ano passado em Berlim, a iniciativa está a planear trazer sete startups da Coreia do Sul para Hannover para mostrar as suas ideias na exibição especial.

De acordo com o KIC Europe, as startups vão apresentar conceitos pioneiros nos campos da inteligência artificial, da realidade aumentada e da biotecnologia, com mais detalhes a serem revelados nas próximas semanas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor