Start-up portuguesa cria dispositivo para idosos

Inovação

A solução desenvolvida pela Gripwise ajuda a monitorizar a síndrome de fragilidade dos idosos e venceu o Born from Knowledge Awards, atribuído pela Agência Nacional de Inovação.

A população europeia está cada vez mais envelhecida e 60% da mesma sofre de síndrome de fragilidade, a qual culmina em vulnerabilidade física, perda de autonomia e redução da esperança e da qualidade de vida.

Monitorizar, diagnosticar e tratar a fragilidade é, portanto, essencial, até porque a doença pode ser revertida se tratada adequadamente.

Para dar resposta a esta necessidade, a Gripwise criou um dinamómetro digital, cuja introdução no mercado está prevista para este segundo semestre.

A start-up estima que o dispositivo, que permite monitorizar os cinco critérios de diagnóstico da síndrome, “vá auxiliar 20 milhões de pessoas só na Europa”.

O projeto acaba de conquistar o prémio Born from Knowledge (BfK) Awards, atribuído pela Agência Nacional de Inovação (ANI), no âmbito do processo de seleção nacional dos projetos para os World Summit Awards (WSA), liderado pela APDC.

“O Gripwise é um projeto nascido do conhecimento, com elevado potencial de transferência para o mercado. Além de inovadora, a solução desenvolvida terá um enorme impacto na saúde de milhões de pessoas, numa altura em que a Europa, e não só, tenta combater os problemas criados pelo envelhecimento crescente da população”, afirma João Borga, administrador da ANI.

A síndrome de fragilidade é o diagnóstico para idosos que apresentem três de cinco critérios: perda de peso (cinco quilos) no último ano, perda de força muscular, redução da velocidade de marcha, diminuição da atividade física e sensação subjetiva de exaustão.

O dispositivo da Gripwise possibilita a avaliação destes critérios, “de forma automática e simples, permitindo um diagnóstico em cinco minutos”.

O sistema Gripwise incorpora Inteligência Artificial e big data, integrando um dinamômetro portátil e fácil de usar, com aplicativo móvel associado, acessórios (para avaliar a força em diferentes grupos musculares, por exemplo) e uma plataforma em nuvem.

Avalia a fragilidade nos idosos através de um procedimento sequencial simples, que pode ser feito por um utilizador menos capacitado, sendo acompanhado de perto pelo profissional de saúde, mesmo remotamente.

O dinamómetro possui ainda características que permitem disponibilizar jogos de exercício físico para aumentar a atividade física dos idosos e promover a sua reabilitação.

Em 2020, a Gripwise foi financiada por investimento público e privado, no valor total de 616 mil euros.