Revelados números internos do Amazon Prime Video

EmpresasNegócios

A Reuters teve acesso e revelou números internos do Amazon Prime Video, um serviço de streaming de vídeo que tem como principal concorrente o Netflix.

A Reuters teve acesso e revelou números internos do Amazon Prime Video, um serviço de streaming de vídeo que tem como principal concorrente o Netflix.

Os programas de televisão da Amazon atraíram mais de 5 milhões de pessoas em todo o mundo no início de 2017, de acordo com os documentos da empresa, revelando pela primeira vez como a aposta da retalhista no vídeo original está a dar frutos.

Os documentos a que a Reuters teve acesso mostram que o público norte-americano da Amazon para toda a programação de vídeos da Prime, incluindo filmes e programas de TV de outras empresas, é cerca de 26 milhões de clientes. A Amazon nunca lançou números para o público total.

Os documentos internos comparam as métricas que nunca foram relatadas para 19 programas exclusivos da Amazon, como o seu custo, a audiência e o número de pessoas que ajudaram a atrair para o Prime. Conhecidos como Prime Originals, os programas representam até um quarto do que os analistas estimam ser as inscrições totais do Prime desde o final de 2014 até ao início de 2017, período coberto pelos documentos.

Parte da estratégia da Amazon é o uso de vídeo para converter espectadores em compradores. Os fãs acedem à programação da Amazon juntando-se ao Prime, uma subscrição que inclui entrega de pacotes de dois dias e outras vantagens, por uma taxa anual.

A empresa recusou-se a comentar os documentos vistos pela Reuters. O CEO, Jeff Bezos, foi informado sobre o uso do entretenimento pela empresa para impulsionar as vendas de mercadorias. O maior revendedor online do mundo lançou a Amazon Studios em 2010 para desenvolver programas originais que desde então conquistaram vários prémios.