Portugueses já preferem os pagamentos digitais a notas e moedas

Negócios

As medidas de confinamento impostas pelo Governo ao longo dos últimos meses alteraram drasticamente os hábitos de pagamento dos consumidores em Portugal.

A pandemia de Covid-19 e as medidas de confinamento impostas pelo Governo ao longo dos últimos meses, alteraram drasticamente os hábitos de pagamento dos consumidores em Portugal.

Para compreender melhor o impacto destas alterações e as necessidades reais dos consumidores, a Visa desenvolveu um inquérito, em parceria com a GFK.

No estudo, foi possível perceber que as alterações de hábitos decorrentes da  pandemia da Covid-19, conduziram a uma autêntica transformação digital em Portugal.

Segundo dados recolhidos pelo estudo, “45% dos portugueses entrevistados admitem que limitaram o uso de notas e moedas em loja em favor dos pagamentos digitais, desde o início da pandemia”.

Esta mudança de comportamento tem vindo a aumentar, “e prevê-se que no futuro venha a aumentar ainda mais, a utilização de cartões de débito, mais 26%”, ao efetuar pagamentos em loja.

Os números demonstram também “um aumento inédito dos pagamentos contactless” que cresceram 48%.

O relatório prova que ainda há espaço para crescer, com os consumidores a demonstrarem uma propensão cada vez maior para efetuar pagamentos touch free.

A maioria dos consumidores portugueses entrevistados ficou satisfeita com o aumento do limite contactless para transações sem PIN, “com 64% dos inquiridos a querer manter esta possibilidade, medida que acabou por ser confirmada posteriormente pelo Banco de Portugal“.

Read also :