NOS integra 5G Future Forum

Mobilidade

Trata-se de uma assembleia que reúne os líderes globais de comunicações para acelerar o desenvolvimento e adoção das tecnologias 5G e Multi-access Edge Computing. 

A NOS anunciou a sua entrada como membro no 5G Future Forum (5GFF), uma assembleia que reúne os líderes globais de comunicações para acelerar o desenvolvimento e adoção das tecnologias 5G e Multi-access Edge Computing (MEC). 

Fundado em janeiro de 2020 pela América Móvil, KT Corporation, Rogers, Telstra, Verizon e Grupo Vodafone, o 5GFF tem como objetivo acelerar a entrega de soluções 5G e MEC globalmente interoperáveis aos clientes.

Em 2020, o 5GFF publicou abstracts das suas especificações técnicas para MEC Experience Management e MEC Deployment, num passo para uma maior interoperabilidade na implementação do 5G e Multi-access Edge Computing. 

O 5GFF está agora apostado “em inovar e desenvolver novas oportunidades tecnológicas, técnicas e específicações”, expandindo o ecossistema de colaborações de I&D com o intuito de acelerar a inovação global.

De acordo com Jorge Graça, CTO/Administrador executivo da NOS, ao fazer parte do 5G Future Forum, a NOS reforça o seu compromisso com a inovação para explorar todo o potencial disruptivo do 5G”.

 “A NOS irá enriquecer o trabalho do 5GFF, contribuindo com a sua perspetiva perspicaz sobre os desafios da indústria no mundo real. Estamos ansiosos pela sua contribuição enquanto ajudamos a aplicar e implementar os benefícios que o 5G e o MEC estão a impulsionar”, salienta Janine Grasso, Vice-Presidente de Business Development da Verizon.

 O imediatismo derivado da latência ultra baixa do MEC – um conceito de arquitetura de rede que traz recursos informáticos de um ponto centralizado para a periferia da rede, ou mais próximo do utilizador final e das aplicações – combinado com a velocidade e a capacidade de 5G, será um fator chave para uma rutura tecnológica e industrial que transformará profundamente a sociedade.

Neste âmbito, a NOS já implantou os seus primeiros nós MEC, tendo um plano ambicioso para continuar a investir nesta tecnologia em paralelo com o plano de expansão 5G.

Recorde-se que, com um investimento que ultrapassou os 67 milhões de euros, e com mais de 200 profissionais alocados às áreas de inovação, “a NOS assumiu o primeiro lugar do ranking de Investigação e Desenvolvimento de 2020 divulgado pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência”, refere a empresa.

Este valor foi maioritariamente alocado à evolução das redes de nova geração, com claro destaque para uma estratégia de liderança no 5G.

Read also :