NetApp acelera acesso a dados críticos com desempenho ultra-rápido

Data-Storage

NetApp MAX Data combinada com a memória persistente Intel Optane DC acelera as aplicações empresariais através do uso de memória persistente em servidores.

A NetApp, líder em dados para a hybrid cloud, anunciou hoje a NetApp Memory Accelerated Data (MAX Data) 1.3 suportando a memória persistente Intel Optane DC. A combinação da MAX Data e da memória persistente Intel Optane DC permite que as organizações permaneçam competitivas fazendo mais com os seus dados, para que possam assim fazer mais pelos seus clientes.

As empresas têm pela frente o desafio de usar volumes de dados sem precedentes para obter um impacto real no negócio. Mas torna-se um verdadeiro desafio tirar um real partido dos dados com o advento da inteligência artificial, machine learning, deep learning, análise em tempo real e a Internet das Coisas (IoT), todas elas sedentas de memória e alimentadas por conjuntos de dados massivos.

Ao utilizar um promissor novo escalão de memória, a NetApp ajuda os seus clientes a colocarem os seus dados a uso sem terem de rearquitectar as suas aplicações críticas. A MAX Data entrega aos clientes as ferramentas para desbloquear o valor de enormes conjuntos de dados e fazer chegar uma estratégia Data Fabric aos seus servidores com aplicações e dados que são críticos para o seu negócio.

“Enquanto principal impulsionadora da tecnologia de humanos digitais e conteúdo criativo, escolhemos a NetApp MAX Data para suportar a nossa SUNFLOWER Framework que permite a aquisição de enormes conjuntos de dados 3D e 4D, os quais envolvem um trabalho de desenvolvimento intenso que é depois alimentado com mais volumes de trabalho de aplicações por servidor”, afirmou Milan Kljajic, engenheiro de sistemas da 3Lateral.

“Com a NetApp MAX Data que agora suporta a memória persistente Intel Optane DC, as organizações podem acelerar os pipelines de dados em toda uma empresa para alimentar aplicações Oracle e MongoDB com a simplicidade, escolha e escala necessárias para ter um impacto real no negócio”, afirmou Joel Reich, vice-presidente executivo, Sistemas de Armazenamento e Software, da NetApp.

“Com o volume de dados gerados e geridos em data centers on-premises, sensores e dispositivos IoT, bem como em ambientes de cloud híbrida, ter uma estratégia Data Fabric que abranja edge, core e cloud é essencial para o sucesso empresarial.”

“Os clientes podem desbloquear o valor das suas pilhas de dados com a poderosa combinação de processadores Intel Xeon Scalable de 2.ª geração e memória persistente Intel Optane DC”, disse Jennifer Huffstetler, vice-presidente e directora-geral, Gestão de Produtos de Datacenter e Armazenamento, na Intel. “Trabalhar com empresas inovadoras como a NetApp vai ajudar-nos a mover, armazenar e processar mais dados do que nunca.”

A MAX Data é a primeira solução de armazenamento empresarial do sector que usa memória persistente Intel Optane DC em servidores para armazenar dados persistentes, disponibilizando uma capacidade tipo flash e baixa latência de memória, economicamente acessível e sem quaisquer regravações necessárias para o código de aplicação, permitindo que as empresas tirem total partido das vantagens das aplicações em tempo real.