Negócio entre Apple e Shazam prestes a ser analisado pela UE

EmpresasNegócios

As autoridades da concorrência da União Europeia vão decidir até 23 de abril se aprovam a compra da Apple pela aplicação Shazam.

As autoridades da concorrência da União Europeia vão decidir até 23 de abril se deseja aprovar a compra da Apple pela aplicação de descoberta de música britânica Shazam, disse a Comissão Europeia.

A Apple solicitou a aprovação da UE para o acordo nesta quarta-feira, de acordo com uma declaração no site da agência de concorrência da UE. O movimento já era esperado depois de sete países europeus, incluindo a França, a Itália e a Espanha, terem solicitado à Comissão que se encarregasse do caso.

A Comissão, que anteriormente expressou preocupações sobre as grandes empresas que adquirem rivais pequenos, porém ricos em dados, pode resolver o acordo com ou sem condições ou abrir uma investigação de quatro meses.

O Shazam, uma aplicação baseado no Reino Unido que permite aos utilizadores identificar músicas apontando um smartphone a uma fonte de áudio, irá entrar no serviço de transmissão de música da Apple, que compete contra o Spotify, o Apple Music.

No final de 2017, a Apple anunciou que tinha adquirido o Shazam por 400 milhões de dólares, ainda que a aplicação tenha ficado com uma avaliação na ordem dos mil milhões de dólares depois da última ronda de investimentos. Por outro lado, em 2016, o Shazam conseguiu atrair apenas 54 milhões de dólares em receitas.

Read also :