Microsoft apoia organizações no trabalho e ensino remoto

EmpregoGestão

Em tempos de pandemia, mais de 30 mil pessoas em Portugal assistiram às sessões de formação da Microsoft sobre trabalho e ensino remoto.

Numa altura em que o teletrabalho volta a ser obrigatório em Portugal para fazer face à pandemia provocada pela Covid-19, a Microsoft “continua a ajudar organizações e escolas a manterem boas condições de colaboração e produtividade entre equipas e parceiros”.

Durante os primeiros meses de pandemia, entre março e maio, mais de 30 mil pessoas em Portugal assistiram às sessões de formação da Microsoft sobre trabalho e ensino remoto.

Agora, para apoiar as organizações e escolas nesta nova fase de confinamento, a Microsoft agregou todos os recursos em português com informação relevante para o desenvolvimento e aperfeiçoamento do trabalho em casa, nomeadamente webinars, vídeos de formação, e-books, entre muitas outras ferramentas que vão ajudar na adoção de novas competências.

Estes recursos estão disponíveis em Teams Trabalho Remoto e Teams Escola Remota.

O estudo Staying competitive in a Hybrid World” que a Microsoft realizou, em parceria com a BCG e KRC, concluiu que a percentagem de empresas portuguesas que reportava políticas de trabalho flexível subiu de 15%, em 2019, para 86%, em 2020, uma das alterações provocadas pela pandemia.

O Microsoft Teams registou 115 milhões de utilizadores ativos em todo o mundo, “um crescimento que reflete a procura contínua da Microsoft na introdução de melhorias e novas capacidades, à medida que os formatos de trabalho e ensino remotos e híbridos crescem durante a pandemia”, revelou a Microsoft.

Read also :