Luís Simões reforça relação com fornecedores graças à inovação tecnológica

Inovação

Entre os meses de abril e junho, o operador respondeu a um total de 8.539 pedidos por parte de parceiros, com tempo médio de resolução de 1,26 dias.

A Luís Simões, operador logístico da Península Ibérica, preza o seu compromisso com o desenvolvimento de relações mutuamente benéficas com cada um dos seus fornecedores. Para isso, desde há vários anos mantém com eles um canal de comunicação direto, onde podem realizar todo o tipo de questões e pedidos. Recentemente, a empresa atualizou o seu serviço de Apoio a Fornecedores para o tornar mais funcional, eficiente e interativo, garantindo uma resposta em menos de dois dias úteis.

A LS monitoriza constantemente o número de pedidos recebidos e realiza uma análise a cada um deles, oferecendo resposta direta ou direcionando-os para a área específica na qual se enquadram. Quando o volume de pedidos pendentes alcança um determinado intervalo, é ativado um reforço pontual da equipa de atendimento, por forma a garantir o cumprimento do tempo de resposta prometido. Entre os meses de abril e junho, o operador registou um total de 8.539 pedidos, com um tempo de resposta médio de 1,26 dias. Mas a velocidade não é a única prioridade da Luís Simões no apoio aos fornecedores. Na verdade, grande parte dos seus esforços é dedicada a melhorar, de forma contínua, a qualidade da resolução.

Os fornecedores com que a Luís Simões trabalha são fundamentais para o desenvolvimento das suas soluções logísticas – e a importância das relações mantidas com outras empresas ganha especial destaque nas épocas de incerteza, como a vivida nos últimos meses. Esta é uma componente central da filosofia corporativa do operador que, por esse motivo, se esforça diariamente para melhorar nesse sentido.

Com o objetivo de se adaptar às novas necessidades dos seus fornecedores, a Luís Simões realiza um inquérito de satisfação ao finalizar cada pedido, para que os parceiros possam partilhar como se sentem em relação ao apoio recebido. Entre os meses de abril e junho últimos, a empresa alcançou uma satisfação média de 3,7 (numa escala de 1 a 5 em que 1 corresponde a muito insatisfeito e 5 a muito satisfeito). Apesar de existir espaço de melhoria, o nível de satisfação percecionado pelos fornecedores da Luís Simões é manifestamente satisfatório.

Entre as últimas novidades incorporadas para reforçar o serviço aos fornecedores encontra-se o reforço do canal com a ferramenta SoftExpert, que conseguiu simplificar o processo, melhorando a monitorização e recolhendo os comentários dos utilizadores. Esta atualização permitiu ao operador ficar com um processo digital e com KPIs de seguimento. Para além disso, permite auditorias, trouxe um maior nível de produtividade, precisão e agilidade nas respostas, ao mesmo tempo que permite conhecer os aspetos em que é aconselhável realizar melhorias.

Por outro lado, a automatização reduz significativamente a necessidade de marcar reuniões presenciais com os fornecedores e favorece a rapidez da gestão que, para além do mais, agora fica também registada. É possível aceder a todo este processo através de um portal, onde os colaboradores que têm relação com fornecedores podem consultar os pedidos ativos e o seu estado de resolução em tempo real.

Em paralelo, durante a recente situação de crise provocada pela COVID-19, e sendo a Luís Simões signatária do Compromisso de Pagamento Pontual, cumpriu com rigorosas condições de pagamento acordadas com todas as entidades com as quais se relaciona, fossem fornecedores, organizações ou colaboradores. A empresa mantém, como um dos seus eixos estratégicos, uma política que advoga a inovação e melhoria contínuas dos processos e relações que mantém com os diferentes stakeholders, tanto a nível interno como externo.

Read also :