Kaspersky junta-se à Cigref para co-presidir na Paris Call

Segurança

O propósito deste grupo de trabalho é estabelecer propostas concretas de soluções para melhorar o nível de segurança no ciberespaço.

A rápida e crescente digitalização está a transformar as nossas sociedades e economias, trazendo um conjunto vasto de oportunidades para a inovação e para o próprio progresso económico.

Contudo, esta realidade acarreta ainda riscos relacionados com a segurança das infraestruturas digitais das empresas e organizações e, adicionalmente, levanta novas questões de ciber-resiliência e confiança.

Desta forma, a Cigref e a Kaspersky acreditam que é necessário desenvolver iniciativas colaborativas entre diferentes agentes, utilizadores, fornecedores e instituições públicas.

A Paris Call for Trust and Security in Cyberspace, lançada pelo presidente francês Emmanuel Macron em novembro de 2018, é atualmente a maior iniciativa do mundo, que envolve diversos agentes de cibersegurança, reunindo mais de 1.100 apoiantes públicos e privados, empresas e organizações, representantes da sociedade civil em todos os continentes.

Como membro da Paris Call, o Ministério da Europa e dos Negócios Estrangeiros decidiu abrir seis grupos de trabalho para explorar oportunidades e ferramentas que possam garantir a estabilidade no ciberespaço a nível mundial.

O WG6 tem como objetivo propor ferramentas concretas aos apoiantes da Paris Call, que ajudem a melhorar os níveis de cibersegurança.

O grupo é agora codirigido pela Cigref e pela Kaspersky, com o apoio especializado da GEODE, um centro de pesquisa sobre geopolítica no campo de dados.

“Nós apoiamos a Paris Call, importante iniciativa com vários stakeholders envolvidos, para garantir a estabilidade no ciberespaço”, disse Eugene Kaspersky, CEO da Kaspersky. A empresa irá assim “dedicar o trabalho, juntamente com o setor, a comunidade técnica, o mundo académico e a sociedade civil, ao desenvolvimento de ferramentas concretas para reforçar a segurança e a resiliência do ciberespaço”.

O WG6 irá debruçar-se sobre as questões da confiança e segurança, mapeando primeiramente as iniciativas existentes relacionadas com a segurança de produtos e responsabilidade dos envolvidos.

Ao longo do seu trabalho, o grupo irá também investigar as boas práticas, iniciativas e recomendações existentes, como as recomendações da política da OECD sobre segurança digital e o documento produzido pela Geneva Dialogue sobre “Segurança de produtos e serviços digitais”.

Read also :