Instituto de Gestão Financeira da Educação tem nova Infra-estrutura Big Data

Big DataData-StorageNegócios

Governo investe em Big Data para melhorar performance financeira com a educação.

Com um volume orçamental de 6 mil milhões de euros, o Instituto de Gestão Financeira da Educação (IGEFE) assegura um elevado número de interações diárias com o universo educativo: cerca de 6000 escolas que se dividem em 811 agrupamentos, um milhão e 200 mil alunos e 115 mil docentes e 49 mil não docentes. Esta complexidade obrigava ao desenvolvimento de um sistema Big Data capacitado para trabalhar dados massivos de informação e ao mesmo tempo correlacionar essa informação, transformando-a em conhecimento para apoiar uma tomada de decisão mais fundamentada. 

Com a nova solução da Fujitsu, o IGEFE, tem hoje a capacidade de planear as redes de escolas, no sentido de melhorar as condições pedagógicas dos alunos. Esta capacidade de gestão permite agora planear e antecipar diversas situações, assegurando uma maior eficiência das contas públicas. Por exemplo, consegue-se ter em tempo real uma perspectiva focada, por escola, dos custos associados a cada situação como água, luz, etc – torna-se assim possível antecipar uma rotura de água numa escola, uma vez que existe uma previsão do gasto mensal e existindo um pico de consumo é possível alertar a escola imediatamente, sem ter de esperar pela chegada da factura um ou dois meses depois. Só este ano lectivo, com este sistema inteligente de Big Data prevê-se que no final do corrente ano letivo, a poupança ao nível das despesas de funcionamento corrente atinja 1 milhão de euros. No que concerne à aplicação desta solução ao absentismo no Ministério da Educação, prevê-se que em velocidade cruzeiro se atinja uma poupança de 10 milhões de euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor