Infinidat mostra formas de garantir uma recuperação de dados rápida e fiável

Data-Storage

No Dia Mundial do Backup, a empresa destaca-o como o grande desafio para as organizações, num mundo “Always On” e especialmente perante a atual conjuntura excecional.

Amanhã, a indústria das tecnologias da informação celebra o Dia Mundial do Backup. Por este este motivo, a Infinidat apresenta uma lista com os pontos mais importantes que todas as empresas devem ter em conta para garantir uma recuperação rápida e fiável.

“Um dos objetivos desta celebração é consciencializar a  indústria para a importância de fazer backup dos dados regularmente”, explica Israel Serrano, country manager da Infinidat para Portugal e Espanha, “mas, embora muitas empresas se sintam suficientemente protegidas com estas cópias regulares, o seu real valor radica na rapidez com que se podem restaurar os dados para retomar a sua atividade em caso de incidente”.

Na ótica dos especialistas da Infinidat, estes serão os quatro pontos-chave a ter em conta:

  1. Acelerar os tempos de restauro. Embora os tempos de backup tenham vindo a acelerar constantemente nos últimos anos graças às novas tecnologias, o tempo necessário para os restaurar é o que realmente importa. Portanto, os responsáveis pela tomada de decisões de TI devem planificar atempadamente para a eventualidade de uma emergência e adotar uma arquitetura que também acelere a recuperação.
  2. Garantir alta disponibilidade. Tão importante como uma recuperação rápida é a alta disponibilidade da infraestrutura subjacente. Por exemplo, se acontece uma falha no hardware, esperar pelas peças de substituição e pela sua instalação pode atrasar em grande medida a recuperação, especialmente na situação de crise atual. Contar uma infraestrutura de alta disponibilidade será fundamental para cumprir os SLA, tanto para o backup como para a recuperação.
  3. Assegurar o equilíbrio custo/desempenho. Independentemente da gestão do desempenho, o backup e a recuperação de dados devem ser acessíveis, especialmente tendo em conta o crescimento vertiginoso dos volumes de dados. A fim de conseguir o rendimento de que necessitam, muitas empresas escolhem para os seus processos de backup meios de armazenamento de elevado custo. A partir de agora, devem procurar arquiteturas emergentes que acelerem a recuperação sem exigir este tipo de meios de suporte.
  4. Adotar soluções de armazenamento realmente escaláveis. Ao planificar a capacidade necessária para o backup, deve ter-se em conta a escalabilidade da infraestrutura de armazenamento logo desde o desenho da solução. De contrário, o time-to-market sofre atrasos e criam-se “silos” de backup, o que conduzirá a custos superiores. O ideal é escolher soluções que permitam escalar sob um modelo de “pagamento por uso”, o que permitirá à equipa de TI eliminar esse risco derivado da escalabilidade e racionalizar os gastos.

Read also :