GRINER adota solução NextBITT para gestão de manutenção e serviços

CloudEmpresasNegócios

A solução irá permitir à empresa angolana aumentar e monitorizar os níveis de serviço perante os seus clientes.

A NextBITT acaba de dar mais um passo no seu projeto de internacionalização ao ganhar o concurso de fornecimento de uma solução completa para gestão de manutenção e serviços à empresa angolana de engenharia e construção GRINER.

A GRINER é uma empresa que se tem afirmado em Angola nas áreas de construção civil e reabilitação de escritórios, edifícios residenciais e industriais, bem como na construção de infraestruturas rodoviárias, de energia e de águas. O projeto agora adjudicado à NextBITT insere-se no plano estratégico da GRINER até 2019, o qual tem como uma das principais componentes a melhoria da sua eficiência operacional.

A unidade de negócios Griner Instala, para além de realizar obras de instalações eletromecânicas (hidráulicas, avac e elétricas), desenvolve a atividade de manutenção de instalações (edifícios, condomínios, etc.), na qual a NextBITT se insere.

Andreia Monteiro, Diretora de Operações e Desenvolvimento da GRINER, refere que “com o elevado crescimento e complexidade da operação, e com o intuito de liderar e diferenciar o mercado da manutenção em Angola, identificou-se a necessidade de procurar no mercado uma solução de gestão de manutenção e de serviços, que permitisse a centralização, harmonização e otimização dos processos de suporte ao negócio, diminuindo o tempo de resposta às solicitações, permitindo evidenciar aos seus clientes a performance do negócio, de forma automatizada.”

Foi neste contexto que a GRINER Angola, selecionou a solução NextBITT Asset & Facilities Management, de forma a aumentar e monitorizar os níveis de serviço perante os seus clientes. “Acreditamos que a implementação da tecnologia NextBITT será impulsionadora de uma melhor organização da nossa atividade”, admitiu Andreia Monteiro.

A solução que irá ser agora implementada em Angola tem uma forte componente de field service e será usada de forma a oferecer uma visualização diária e em tempo real de toda a operação, permitindo assim também agir de forma rápida, tendo em conta os níveis de serviço associados.

O arquiteto Yuri Teixeira, Coordenador de Facilities Management da Griner Instala vê na implementação da plataforma NextBITT vantagens na “componente de mobilidade, primordial para a dispersão geográfica dos nossos clientes, tendo em conta que a plataforma NextBITT pode trabalhar on- e off-line”.

A importância da nuvem

O desenho da solução inclui a utilização de smartphones para a leitura da informação no terreno e um backoffice baseado na Cloud Microsoft Azure, capaz de ser implementado de forma rápida e integrado facilmente em sistemas de informação previamente existentes, como é o caso de ERPs e outro software empresarial.

No âmbito deste projeto, as diferentes equipas vão passar a usar telemóveis e os ativos vão ser inventariados através de etiquetas NFC. Estas incorporam toda a informação do ativo – nome, tipo, local de instalação, etc. Depois, através de um terminal móvel Android compatível com NFC e que corre a app NextBITT, a leitura e acompanhamento dos trabalhos de manutenção e/ou gestão é feita com um simples toque na etiqueta, evitando a necessidade de introdução manual dos dados, tarefa mais morosa e potencialmente sujeita a erros.

A sua solução será implementada para a gestão e controlo de ativos quer sejam propriedade da GRINER ou estejam à responsabilidade, incluindo equipamentos, instalações, edifícios, viaturas ou, de um modo mais global, qualquer tipo de ativos físicos.

De forma a criar uma solução totalmente à medida das necessidades da GRINER, uma equipa da empresa irá desempenhar um papel fundamental para o sucesso do projeto, nomeadamente ao nível do desenho da solução, sistematização dos requisitos e validação da solução que vier a ser desenvolvida e parametrizada pela NextBITT.

Miguel Salgueiro, partner da NextBITT, destaca a importância da conquista deste projeto no mercado angolano com uma grande empresa como é a GRINER. “Este é um projeto que valida o investimento que fizemos com a criação de um escritório em Luanda e que irá afirmar o nosso know-how e tecnologia em Angola”.

Read also :