Génios em programação de todo o mundo competem no Porto

Inovação

Mais de 400 estudantes universitários vão estar na Invicta, entre 31 de março e 5 de abril, para aquele que a organização apelida de “maior evento de programação do mundo”.

A cidade do Porto recebe a 4 de abril, quinta-feira, na Alfândega do Porto, a final mundial do International Collegiate Programming Contest (ICPC), que será organizada pela Universidade do Porto, com o apoio da Câmara Municipal do Porto, do Turismo de Portugal e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte. Trata-se de uma estreia dupla: a competição decorre, pela primeira vez, em território nacional, no ano em que uma equipa portuguesa, constituída por alunos da Universidade do Porto (U.Porto), consegue o feito inédito de alcançar a final mundial.

As 135 equipas finalistas – compostas por mais de 400 participantes, oriundos de 47 nacionalidades – instalam-se, já a partir de 31 de março e até 5 de abril, na Alfândega do Porto, para uma semana dedicada à programação. O dia da competição (quinta-feira) é antecedido por um programa de iniciativas – entre apresentações, feiras, hackatons, workshops – que permitem, aos participantes, conhecer o ecossistema empreendedor e inovador que se vive na cidade, transformando o Porto na “capital mundial” da programação informática ao longo de uma semana. 

Durante seis horas – entre as 11h00 e as 17h00 –, os estudantes são desafiados a resolver 10 problemas de programação que envolvem lógica, matemática e processos algorítmicos, relacionados com problemas reais do quotidiano. A equipa que conseguir o melhor resultado sagra-se campeã mundial da área da programação da 43.ª edição do ICPC.

Evento é uma oportunidade única de captação de talento

A Rússia tem vencido a competição nas últimas edições e vai marcar presença no Porto com 10 equipas, mas são os Estados Unidos da América e a China que lideram o número de alunos, estando ambos os países a participar com 17 equipas cada. Ainda com uma expressão significativa, destaque para a Índia, o Brasil, o Egito e a Síria que participam com seis equipas.

A competição atrai não só os melhores estudantes universitários de todo o mundo como é, ainda, uma grande oportunidade de recrutamento para as grandes marcas da tecnologia. A título de exemplo, grande parte dos alumni desta competição encontram-se, neste momento, em cargos de chefia ou de topo, como é o caso de Adam D’Angelo (CEO do Quora e antigo CTO do Facebook), Tony Hsieh (gestor no Facebook) ou Craig Silvestein (o primeiro colaborador da Google).

Com a organização da iniciativa, a U.Porto pretende projetar a cidade Invicta como “capital mundial” da programação, valorizando o talento gerado pela instituição e estimulando a captação de investimento por parte de entidades e empresas ligadas à tecnologia e inovação. A entrada no evento é gratuita, mediante a lotação do espaço, estando prevista a emissão em streaming para todo o mundo.

 Atividades paralelas à competição

A final do ICPC está agendada para 4 de abril, mas as atividades paralelas ao evento têm início já no próximo domingo, 31 de março, com o jantar de receção. Além das visitas guiadas à cidade, os participantes terão oportunidade de também contactar com empreendedores, empresários, e outros jovens talentos nacionais.

Na segunda-feira, dia 1 de abril, o espaço da Alfândega do Porto acolhe a realização das Olimpíadas Nacionais de Informática 2019, coorganizadas pela Faculdade de Ciências da U.Porto (FCUP). Dos cerca de 30 participantes, serão escolhidos os quatro mais talentosos jovens informáticos, que vão representar Portugal nas Internacional Computing Olympiads.

No dia 3 de abril, quarta-feira, a Alfândega do Porto é o palco de uma maratona de programação – “Hackacity Porto” – que desafia os participantes a criar soluções que permitam melhorar a qualidade de vida dos cidadãos da Invicta. No mesmo dia, há uma atividade para os mais novos, como é o caso do ToPAS – torneio de programação – destinado a estudantes do ensino secundário. Ao longo da semana, todos os visitantes podem ter acesso às atividades da semana Start&Scale, organizada anualmente pela ScaleUp Porto. O programa termina a 5 de abril.

A final desta 43.ª edição é apoiada pela JetBrains – que disponibiliza a ferramenta de programação global do ICPC –, juntamente com parceiros da indústria a nível regional, como a Huawei, Two Sigma, Endure Capital e Prodigy Finance. No âmbito local, o apoio é prestado por DNS.PT, Associação de Turismo do Porto e Norte, Farfetch, Primavera, Euronext, Efacec, Jumia, Natixis, Autosueco, Axians, Cisco, Maxiglobal, Sonae, Firmo e Navigator.

Read also :