Funcionalidades ajudam empresas a cumprir normas

e-Regulação

Novas funções de classificação de dados criadas para ajudar as equipas de TI de investigação e conformidade, garantem a conformidade com as normas.

A Cesce SI anunciou os progressos alcançados pela sua parceira de negócios, Veritas Technologies, líder em gestão de dados multicloud, na sua plataforma eDiscovery, com novas funções de classificação de dados criadas para ajudar as equipas de TI de investigação e conformidade, a garantir a conformidade com as normas, a evitar multas avultadas e a mitigar danos de reputação.

A nova tecnologia ajuda, também, as empresas a gerirem as informações de identificação pessoal (PII) e os pedidos de acesso a informações pessoais (Subject Access Request – SAR.)

Dentro da União Europeia, os titulares dos dados passam a ter o direito de fazer pedidos de acesso a informações pessoais (SARs) e podem passar a pedir a uma empresa que lhes forneça todos os dados pessoais que a organização tem em seu poder acerca deles.

Os titulares dos dados vão poder passar a pedir para serem informados com que finalidades os dados estão a ser processados e com que organizações serão partilhados. Estes pedidos, em breve, irão assumir uma importância global, o Regulamento Geral Sobre a Proteção de Dados (RGPD) vem reforçar os direitos dos titulares dos dados, relativamente aos dados pessoais, e exigir que as empresas no espaço de um mês forneçam as respostas aos pedidos de SARs. Contudo, poderá ser difícil cumprir este prazo, uma vez que muitas empresas têm uma visibilidade limitada sobre os dados que têm e onde estes se encontram.

A preparação para os pedidos de acesso a informações pessoais (SARs) é um componente crítico de qualquer estratégia RGPD, e as empresas estão a preparar-se para o RGPD de várias maneiras. Um novo estudo da Veritas publicado, recentemente, revela que muitas empresas em todo o mundo estão a começar a adotar uma cultura de conformidade que se estende a toda a empresa.

Segundo o estudo da Veritas, os dados continuam a crescer a uma taxa anual, global, de 49 por cento, e como resultado, as empresas estão a armazenar mais dados localmente, e numa ou mais clouds. Devido a esta fragmentação, muitas empresas têm uma visibilidade limitada sobre os dados que têm e onde se encontram, por isso, encontrar dados pessoais relevantes, atempadamente, torna-se um desafio.

A mais recente plataforma eDiscovery da Veritas, responde diretamente a estes desafios, por ajudar as empresas a localizar, rapidamente, dados pessoais e a analisá-los, para avaliar quais os dados pessoais que devem ser revelados e os que podem ser legalmente ocultados. Além disso, a plataforma eDiscovery irá facultar um conjunto de respostas de forma eletrónica que satisfaça os requisitos do RGPD, relativamente aos pedidos SAR, para que as empresas possam assegurar a conformidade com as normas, evitar multas avultadas e mitigar danos de reputação.