Filipa Jesus é a nova responsável de Recursos Humanos da Opensoft

Empresas

Filipa Jesus terá como missão recrutar, integrar, valorizar e gerir os colaboradores da tecnológica nacional. Licenciada em Gestão de Recursos Humanos e pós-graduada em Direito do Trabalho e Segurança Social, a nova Responsável de RH da Opensoft tem mais de 10 anos de experiência na área, sempre em empresas de TI.

A Opensoft, empresa portuguesa especializada no desenvolvimento de soluções tecnológicas, contratou Filipa Jesus como Responsável de Recursos Humanos. Além das ações relacionadas com o recrutamento, valorização e gestão dos colaboradores, Filipa Jesus terá também um papel primordial na definição de objetivos, etapas e ações associadas ao plano de carreira de cada um.

Filipa Jesus tem 33 anos, é licenciada em Gestão de Recursos Humanos pelo ISCTE e Pós-graduada em Direito do Trabalho e Segurança Social pelo ISLA. O seu percurso profissional teve início na Indra em 2007, tendo depois exercido também funções na Glintt e na Tecnocom.

Os objetivos na nova função passam pela contratação de novos engenheiros de software e por assegurar que o seu processo de integração seja bem-sucedido. Adicionalmente, terá a seu cargo o desenvolvimento das competências da equipa, através da gestão e organização de ações de formação, bem como outras tarefas de gestão de Recursos Humanos.

“O gosto por novos desafios e novas experiências é algo que me dá motivação para querer fazer sempre mais e melhor e o desafio que me foi proposto foi bastante aliciante. A Opensoft, pela sua cultura, pareceu-me um local interessante e onde me poderia colocar à prova, sendo que, o feedback que recolhi do exterior também foi um aspeto positivo e que influenciou a minha escolha”, refere Filipa Jesus.

“A conjuntura atual faz com que as empresas tecnológicas tenham de ter especial atenção à gestão de Recursos Humanos, tão importante para a conquista e retenção de talentos. A Filipa Jesus chega num momento desafiante, no qual a Opensoft está a reforçar a sua equipa através da aposta na contratação, mas também na formação das competências técnicas e pessoais dos seus colaboradores, pelo que estamos confiantes de que será um elemento chave e que trará uma nova perspetiva à área de Recursos Humanos”, destaca por seu turno José Vilarinho, CEO da Opensoft.