Farfetch entrega 60 mil euros em prémios

Inovação

Os vencedores do desafio de inovação tecnológica, F-Tech Open, lançado pela Farfetch no ano passado, já são conhecidos e apenas três chegaram à final.

Os vencedores do desafio de inovação tecnológica, F-Tech Open, lançado pela Farfetch no ano passado, já são conhecidos. Cerca de meia centena de startups fizeram uma proposta, mas apenas 3 chegaram à final, no passado dia 20 de abril, nos escritórios da empresa tecnológica em Lisboa.

As 3 empresas finalistas fizeram uma apresentação que permitiu ao júri tomar uma decisão. A Virt-U-Code, do Reino Unido, foi a empresa que conquistou o primeiro lugar neste desafio, com um projeto que permitirá experimentar roupa de uma forma virtual, com um avatar que se adapta aos consumidores, reproduzindo as características físicas de cada um. Trata-se, no fundo, de experimentar roupa sem sequer entrar no gabinete de provas. O prémio atribuído à empresa vencedora, no valor de 30 mil euros, será um impulso importante para o desenvolvimento deste conceito.

“O que fizemos foi abrir portas ao talento que há em tantas jovens empresas, por vezes em fases muito embrionárias, e que, muitas vezes, precisam apenas da orientação certa, no momento certo, para dar forma a ideias que têm potencial para dar respostas concretas aos complexos desafios do retalho do futuro”, afirma Cipriano Sousa. Segundo o Chief Technology Officer (CTO) da Farfetch, “mais do que o valor dos prémios atribuídos, para nós é importante retribuir e apoiar o ecossistema e o fomento da inovação foi também um principal objetivo. Estou muito satisfeito por termos conseguido trazer para este desafio empresas baseadas em diferentes países, com conceitos e ideias muito diferentes”.

“Acreditamos que o nosso projecto é o primeiro passo para construir um novo paradigma de participação na indústria da moda e para uma transição mais rápida para um ecossistema ético e sustentável”, adianta a CEO da Virt-U-Code, que diz que o F-Tech Open foi “a oportunidade perfeita” para a empresa, que contou desde o primeiro dia com “o apoio e muito encorajamento da Farfetch”. “Ficámos muito satisfeitos e honrados com o primeiro prémio”, afirma Anya Sujet, que está já com os olhos postos no futuro: “o nosso próximo passo será fazer uma candidatura ao programa de aceleração tecnológica, Dream Assembly, da Farfetch”.

O 2º prémio, no valor de 20 mil euros, foi entregue aos portugueses da ARNote, que apresentaram um projeto que usa modelos 3D e AR (Augmented Reality) para criar lojas digitais que possam estar ao serviço dos clientes em qualquer local físico.

Em 3º lugar ficou uma ideia da Polónia, concebida pela startup a’Pear, que pretende usar tecnologia 3D para ajudar os estilistas no processo de curadoria de grandes seleções de produtos. No total, a Farfetch entregou mais de 60 mil euros em prémios aos vencedores do desafio F-Tech Open.