Estados Unidos encerram site de roubo de identidade

CyberwarSegurança

O departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou a queda de um dos maiores círculos globais de cibercrime. O mesmo departamento ainda acusou 36 pessoas de tráfico de identidade roubadas e que causou prejuízo de mais de 530 milhões de dólares.

O departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou a queda de um dos maiores círculos globais de cibercrime. O mesmo departamento ainda acusou 36 pessoas de tráfico de identidade roubadas e que causou prejuízo de mais de 530 milhões de dólares.

Esta rede de cibercrime operava como um fórum de discussão online e dava pelo nome de Infraud. Este fórum tinha um esquema sofisticado que facilitava a compra de número de Segurança Social, datas de nascimento e passwords roubadas em todo o mundo. O grupo foi criado em 2010 por Svyatoslav Bondarenko, um ucraniano de 34 anos, segundo a acusação.

Esta acusação descreve o Infraud como um fórum “confortável e seguro” para “juntar profissionais que têm como estilo de vida hackear”.

Bondarenko terá criado uma hierarquia dentro da organização e vetou propostas para publicidade no site para produtos roubados. O fundador também terá banido os membros de comprar ou vender dispositivos roubados ou outros itens que pertenciam a vítimas russas.

Das 36 pessoas acusadas, o departamento de Justiça dos EUA disse que 13 foram presas nos Estados Unidos, Austrália, Reino Unido, França, Itália, Kosovo e Sérvia. Os acusados enfrentam os crimes de roubo, fraude bancária e lavagem de dinheiro.

A acusação indicou que entre os dados roubados estão 795 mil logins bancários do HSBC e dezenas de logins e credenciais do PayPal, assim como números de cartões de crédito.

Read also :

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor