Espionagem

Google descobre anúncios patrocinados pela Rússia no YouTube

De acordo com o Washington Post, a empresa descobriu provas de que agentes russos exploraram as suas plataformas na tentativa de interferir na eleição de 2016 nos EUA. Terão sido gastos milhares de dólares em anúncios no YouTube, mas também em publicidade associada à pesquisa do Google, ao Gmail e à rede DoubleClick.

Senado norte americano vota ruptura com Eugene Kaspersky

O Senado dos Estados Unidos aprovou ontem segunda-feira 18 de setembro um decreto de lei que proíbe a utilização de produtos da Kaspersky Lab. Eugene Kaspersky, fez saber que quer ir ao Senado para mostrar que não há razões para desconfiar em da sua empresa, mas será tarde de mais. A já conhecida desconfiança dos norte

China discute lei que visa a cibersegurança do país

A autoridade cibernética chinesa divulgou um primeiro rascunho de uma lei que exige que as empresas que exportem dados para o estrangeiro sejam submetidas a uma avaliação de segurança. Essa análise seria feita anualmente e resulta das preocupações do governo chinês relativamente às ameaças de cibercriminosos e terrorismo.

Duelo continua entre Apple e FBI sobre aparelhos criptografados

O caso polémico já se arrasta por meses, numa guerra que tem contornos técnicos complexos e divide opiniões em Silicon Valley (EUA) e no mundo. A Apple desobedeceu a uma ordem para ajudar o FBI a desbloquear o iPhone de um terrorista e o caso tem gerado alguns conflitos entre a empresa e a entidade.

WhatsApp passa a ter encriptação total

O serviço de mensagens instantâneas WhatsApp anunciou que as suas comunicações passaram a estar totalmente encriptadas, nas várias plataformas em que está disponível. A app tem agora mil milhões de utilizadores em todo o mundo.

Em guerra com o FBI, Apple quer tornar o iPhone mais difícil de arrombar

A Apple já só tem mais um dia para apresentar perante o tribunal a argumentação que justifica a desobediência à ordem emitida na semana passada, para que assista o FBI no arrombamento do iPhone de um terrorista. Entretanto, a empresa estará a trabalhar em formas de tornar mais difícil esse tipo de arrombamentos.

Cibersegurança: Obama quer ampliar orçamento para proteger governo

Quando o assunto é segurança da informação, ninguém está totalmente protegido, ainda que seja uma potência como os Estados Unidos. Não por acaso, o seu presidente Barack Obama incluiu na sua proposta de orçamento para o ano fiscal de 2017 a solicitação de nada menos do que 19 mil milhões dólares para a segurança cibernética de todo o governo norte-americano. O que representa um aumento de 5 mil milhões de dólares em relação a este ano, de acordo com funcionários do alto escalão.

Pulseiras de fitness permitem seguir utilizadores via Bluetooth

Entre oito dos principais gadgets usados para monitorizar o exercício físico, apenas um previne a vigilância de terceiros usando Bluetooth: o Apple Watch. Todas as outras pulseiras permitem seguir o utilizador remotamente, de acordo com um estudo divulgado pela Open Effect.

NSA mina o software da Kaspersky

A Agência Nacional de Segurança (NSA) e a britânica GCHQ aplicaram técnicas de engenharia aos softwares de diversas entidades informáticas, nomeadamente, da Kaspersky Labs, com sede na Rússia.

Espionagem