“Criptomoedas são um risco para o consumidor”

FinançasNegócios

Segundo o economista-chefe do banco de Inglaterra, Andy Haldane, as criptomoedas representam um risco para os consumidores britânicos.

Segundo o economista-chefe do banco de Inglaterra, Andy Haldane, as criptomoedas representam um risco para os consumidores britânicos, embora não para o sistema financeiro como um todo.

Numa entrevista à estação de televisão britânica BBC, Haldane explicou que “há muitos riscos potenciais, um dos quais é o perigo para o consumidor comprar nessas coisas”. A Bitcoin, a criptomoeda mais conhecida, aumentou de cerca de mil dólares no início de 2017 para quase 20 mil em meados de dezembro, antes de cair abaixo dos seis mil dólares no mês passado e depois realizar uma recuperação parcial.

As preocupações de Haldane são semelhantes às expressadas pelo governador do Banco de Inglaterra, Mark Carney, num discurso na última sexta-feira e, anteriormente, pela Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido.

Muitos reguladores globais já alertaram para o risco das criptomoedas e a China proibiu as instituições financeiras de processá-las. Carney disse que isso seria um passo demasiado grande, dado o potencial da tecnologia subjacente para melhorar os pagamentos e compensação e liquidação de ativos.

Haldane disse que o Banco de Inglaterra continua a monitorizar as criptomoedas, e que em menos de 1% da riqueza global total, as criptomoedas não representam um grande perigo para o sistema financeiro mundial.

Read also :