COVID-19 leva portugueses a comprar mais online

e-Commercee-Marketing

A Intrum analisou o comportamento dos consumidores on-line tendo por base o Relatório de Comportamentos de Pagamento do Consumidor Europeu, que elabora anualmente.

Ainda que as compras online sejam já uma realidade para muitos portugueses, a pandemia tem reforçado a importância do comércio eletrónico, levando-o a ganhar uma dimensão cada vez maior.

De acordo com a ECPR – European Consumer Payment Report – edição especial White Paper Covid-19, da responsabilidade da Intrum, mais de metade dos portugueses (52%) afirma comprar mais online do que há um ano. Esta percentagem acaba por ser superior à de Espanha, 46%, e à média europeia de 43%.

Em Portugal, os jovens são quem mais utiliza a internet para fazer compras. Dados do estudo comprovam que a faixa etária dos 22 aos 37 anos (66%) é quem mais recorre a esta prática. Para além disso, as mulheres portuguesas (57%) fazem mais compras online do que homens (47%), sendo que é também esta a realidade a nível europeu, situando-se estes valores nos 45% e 42%, respetivamente.

O estudo da Intrum revela ainda que as compras online estão em crescimento em todo o Continente Europeu e existem poucas razões para acreditar que essa tendência vá abrandar.

Mas será que estes novos comportamentos vão mudar depois da pandemia? O estudo da Intrum revela que 43% dos portugueses inquiridos afirmam querer manter este comportamento e continuar a comprar pela internet mesmo depois da pandemia. Uma percentagem superior à média europeia e de Espanha que se fica pelos 37%.

 

Read also :