Bright Pixel procura ideias tecnológicas para várias áreas

Inovação

A Bright Pixel lança desafio a empreendedores para apresentarem as suas ideias de negócio nas áreas de retalho, cibersegurança e telecomunicações até dia 25 de abril.

A Bright Pixel lança desafio a empreendedores para apresentarem as suas ideias de negócio nas áreas de retalho, cibersegurança e telecomunicações até dia 25 de abril. Em jogo está o acesso gratuito ao programa pós-laboral Founder Institute que arranca em maio, através de três bolsas patrocinadas pela Bright Pixel, cada uma no valor de 650€. As candidaturas são válidas para projetos em fase de ideação até projetos em estado mais avançado, com ou sem equipa.

Depois de anunciar a parceria com o programa de aceleração de ideias e lançamento de startups Founder Institute, com sede em Silicon Valley, a Bright Pixel lança uma campanha para empreendedores e aspirantes que tenham ideias nas áreas das suas verticais.

As candidaturas decorrem a partir de hoje e até dia 25 de abril. Os melhores serão selecionados e convidados a defender as suas ideias no Pitch Day, que irá decorrer no dia 2 de maio, na Bright Pixel. O júri será constituído por empreendedores e líderes de indústria, e irá escolher as três melhores ideias que terão acesso gratuito a um dos programas mais concorridos do mundo. No final do programa, o melhor projeto de entre as áreas de retalho, telecomunicações e cibersegurança será premiado com 5.000 €.

“Queremos descobrir a próxima geração de empreendedores em Portugal e ajudá-los a transformar as suas ideias em produtos de mercado, de base tecnológica com impacto internacional”, explica Celso Martinho, Fundador e CEO da Bright Pixel.

O programa do Founder Institute é um dos mais concorridos a nível mundial e arrancará em Lisboa em maio. Durante três meses, decorrerão 14 sessões nas instalações da Bright Pixel em horário pós-laboral, que cobrirão todas as temáticas sobre como formar e fazer crescer um negócio. O programa fornece a estrutura, o acompanhamento por mentores nacionais e internacionais, e uma rede global de empresários necessários para criar uma empresa tecnológica de sucesso.