BlackBerry processa Facebook, WhatsApp e Instagram

AppsEmpresasInovaçãoMobilidadeNegócios

A BlackBerry apresentou esta terça-feira uma ação judicial por alegada violação de patentes contra o Facebook e as suas aplicações WhatsApp e Instagram.

A BlackBerry apresentou esta terça-feira uma ação judicial por alegada violação de patentes contra o Facebook e as suas aplicações WhatsApp e Instagram. As duas aplicações terão copiado tecnologia e recursos do BlackBerry Messenger.

Este litígio relacionado com violação de patentes faz parte da estratégia do CEO da BlackBerry, John Chen, para ganhar dinheiro com a empresa, que perdeu participação de mercado no mercado de telemóveis que chegou a dominar.

“Os réus criaram aplicações de mensagens móveis que utilizam as inovações da BlackBerry, usando uma série de recursos inovadores de segurança, interface do utilizador e funcionalidades”, disse a empresa com sede em Canadá, num documento entregue num tribunal federal de Los Angeles.

“Proteger os ativos dos acionistas e a propriedade intelectual é o cargo de cada CEO”, disse a porta-voz da BlackBerry, Sarah McKinney. No entanto, a porta-voz notou que o litígio não era “central para a estratégia da BlackBerry”. O processo seguiu anos de negociação e a BlackBerry tem obrigação para os acionistas de buscar as soluções legais adequadas, acrescentou.

O vice-conselheiro geral do Facebook, Paul Grewal, disse em comunicado que a empresa pretendia lutar contra o processo, como seria de esperar. “Esta decisão por parte da Blackberry reflete tristemente o estado atual dos seus negócios de mensagens”, afirmou Grewal. “Tendo abandonado os seus esforços para inovar, a Blackberry agora procura impor a inovação dos outros”.

A BlackBerry está a tentar persuadir outras empresas a pagar direitos de licenciamento para usar a sua tecnologia assente em mais de 40 mil patentes globais em tecnologia, incluindo sistemas operacionais, infraestrutura de rede, mensagens, subsistemas automotivos, segurança cibersegurança e comunicações sem fio.

Read also :

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor