Bancos proíbem utilização de cartões de crédito para comprar criptomoedas

FinançasNegócios

Alguns bancos britânicos e norte-americanos anunciaram que vão banir a utilização de cartões de crédito para comprar Bitcoin e outras criptomoedas.

Alguns bancos britânicos e norte-americanos anunciaram que vão banir a utilização de cartões de crédito para comprar Bitcoin e outras criptomoedas. A razão dada foi o receio de que as constantes alterações no valor façam com que os clientes não consigam pagar as suas dívidas.

Depois dos norte-americanos JP Morgan Chase e Citigroup, também os bancos britânicos Lloyds Banking e Virgin Money anunciaram que os seus clientes não terão mais a opção de comprar criptomoedas com os seus cartões de crédito.

Segundo uma porta-voz do Lloyds, esta decisão tem como objetivo proteger os clientes de realizarem graves dívidas a comprar moedas virtuais que, com a alteração do valor, podem descer drasticamente e fazer com que os seus clientes fiquem com dívidas altas.

As preocupações no setor têm sido cada vez maiores. Os clientes têm usado cada vez mais os seus cartões de crédito para financiar contas em casas de compra e venda de criptomoedas. Essas contas servem, depois, para comprar moedas digitais.

Por outro lado, outras empresas anunciaram que vão continuar a permitir a utilização dos cartões de crédito para estes fins. Uma representante do Barclays explicou à Reuters que “revemos constantemente as nossas proteções para os nossos clientes como banco responsável, e vamos manter esta matéria sobre revisão”.

A decisão destes bancos britânicos e norte-americanos levou a que o valor da Bitcoin descesse mais de 15%, atingindo valores abaixo dos sete mil dólares. Se a principal criptomoeda viu o seu valor aumentar 1.300% no último ano, 2018 fez com que o seu valor descesse para metade.

Read also :

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor