Bancos filipinos em alerta após ciberataque ao banco central da Malásia

Segurança

O banco central das Filipinas alertou as instituições financeiras locais depois de um ataque cibernético ao banco central da Malásia.

O banco central das Filipinas alertou as instituições financeiras locais depois de um ataque cibernético ao banco central da Malásia, no qual hackers tentaram roubar dinheiro utilizando transferências eletrónicas fraudulentas.

O Bank Negara Malaysia (BNM) disse que nenhum fundo foi perdido no incidente, que identificou na última terça-feira, e envolveu solicitações de transferência eletrónica falsificadas pela rede de mensagens bancárias SWIFT, o mais recente de uma série de roubos eletrónicos em instituições financeiras em todo o mundo.

“Nós emitimos um lembrete geral de alerta assim que recebemos a recomendação do BNM para sermos mais cuidadosos durante as longas férias. Embora os bancos já façam isso como SOP (procedimento operacional padrão)”, disse o presidente da Bangko Sentral ng Pilipinas, Nestor Espenilla.

“A partilha de informações faz parte dos protocolos de defesa aprimorados contra o cibercrime”, disse Espenilla. O alerta foi divulgado na quarta-feira e não houve ameaças específicas, disseram as autoridades.

O Bank Negara não disse quem estava por trás do hack ou como tiveram acesso aos seus servidores SWIFT. O banco central, que supervisiona 45 bancos comerciais na Malásia, disse na quinta-feira que não houve interrupção noutros sistemas de pagamento e liquidação que o banco central opera por causa do ataque cibernético.

Em fevereiro de 2016, o sistema financeiro filipino foi colocado sob os holofotes globais depois que 81 milhões de dólares terem sido roubados do banco central do Bangladesh e canalizados para várias contas na RBC, antes de desaparecer na indústria de casinos locais.

Read also :