Cruz Vermelha Portuguesa lança app

Para comemorar 150 anos de existência, a Cruz Vermelha Portuguesa lançou uma aplicação móvel que pretende funcionar como um guia para salvar vidas. Desde crises de asma a paragens respiratórias, a app ensina a lidar com os mais variados problemas. Disponível tanto para iOS como para Android, a “Socorrismo – Cruz Vermelha” é uma aplicação

CenturyLink escolhe gás natural para alimentar data center

A instalação de uma rede de alimentação energética baseada em gás natural para a CenturyLink já está terminada e deverá entrar em funcionamento em breve. O projeto ficou a cargo da Bloom Energy e corresponde a uma tendência que tem levado os centros de dados a apostar em alternativas mais ecológicas. As opções são variadas,

LinkedIn lança app Elevate para promover partilhas

O LinkedIn lança, hoje, uma aplicação independente da rede social mas que visa aumentar o número de partilhas, gostos e demais interações. A Elevate surge com um modelo pago a pensar em empresas que queiram expandir o raio de alcance dos seus negócios e melhorar a estratégia de comunicação. Uma aplicação para empresas que poderá transformar

Twitter cria negócio próprio de big data

A rede social anunciou a separação definitiva de todos os parceiros a que se tem vindo a aliar no setor de big data analytics, com o intuito de lançar o seu próprio negócio. Adquirida, no último ano, a Gnip substituirá empresas como a DataSift ou NTT Data que ficaram surpresas com o anúncio. O Twitter

Afinal, Facebook seguia mesmo quem não tinha conta devido a bug

Com o intuito de responder às acusações feitas por um grupo de académicos belgas, o Facebook emitiu um comunicado onde admite recolher dados relativos a utilizadores que não estejam registados na rede social. Contudo, explica que nenhuma lei de privacidade foi quebrada. Depois de um estudo, realizado a pedido da comissão de proteção de dados

Dados mais próximos, dados mais seguros?

Numa época em que a palavra segurança parece estar no vocabulário mais utilizado da generalidade da população, resta saber o que podemos, de facto, fazer para garantir a nossa proteção e de tudo o que nos é inerente. Num mundo cada vez mais digital, é imperativo questionar não só o que acontece às informações que