As tendências digitais que um executivo não pode ignorar

Inovação

Os executivos precisam de saber quais são as próximas tendências digitais para melhorar e preparar o seu negócio para o futuro.

A Impacting Digital considera crucial acompanhar as tendências digitais para uma avaliação e definição efetiva do caminho a seguir na digitalização dos negócios e apresenta aquelas que considera serem as sete tendências digitais que qualquer líder de negócio deverá ter em conta.

Uma dessas tendências é o Data Analytics. Num mundo cada vez mais tecnológico, o volume de informação disponível aumenta de forma exponencial todos os dias. Falar em Data Analytics é falar nas oportunidades que o acesso e a utilização correta dessa informação podem aportar a um negócio entre as quais promover a eficiência, reduzir custos e aumentar o retorno.

Outra tendência é a Automação de Marketing. O número de plataformas de automação marketing está a crescer de dia para dia. Servindo diferentes propósitos, estas plataformas digitais apresentam-se mais inteligentes, mais intuitivas e menos dispendiosas. Atualmente já é dado o devido valor a estas plataformas, uma vez terem sido, finalmente, provados os seus benefícios: Elimina erros humanos; Permite a realização de campanhas de email marketing; Analisa resultados associados a cada campanha; Otimiza o processo de conversão de leads; entre muitos outros.As redes sociais também já reconheceram o poder do real time e continuam a apostar no desenvolvimento de novas funcionalidades associadas à instantaneidade das comunicações. Exemplo disso é o sucesso do Instagram Stories e do Facebook Stories. Como beneficiar do real time marketing em prol do negócio? Partilhar eventos e participação em eventos; Realizar entrevistas com colaboradores; Realizar webinars para obter feedback instantâneo do seu público.

A Internet of Things (IoT) é uma das tendências digitais que veio para ficar. Na verdade, e tendo em conta uma pesquisa realizada pela consultora tecnológica Gartner, em 2020 prevê-se a existência de mais de 20,4 bilhões de objetos conectados à rede!

Na sua essência, a IoT baseia-se na existência de objetos, até então desconectados, ligados em rede com o objetivo de recolher dados importantes para a identificação de possíveis falhas, definição de estratégias futuras e/ou tomadas de decisão fundamentadas.

O Social Selling é a arte de utilizar as redes sociais para a criação de uma comunidade para, após a implementação de estratégias de enriquecimento e relacionamento, se alcançar a conversão e conquistar a venda. Tendo sempre em conta o setor de atividade e o modelo de negócio, esta é, incontornavelmente, uma das tendências digitais a seguir dada a enorme aceitação das redes sociais pelos consumidores.

A inteligência artificial está cada vez mais presente na realidade das empresas. Negócios (principalmente B2C) que utilizam inteligência artificial estão, inadvertidamente, a interferir com a experiência do utilizador.

Por fim, e apesar de ser uma tendência pouco utilizada e até pouco clara para alguns, começa a ganhar alguma relevância e consiste numa tecnologia que suporta as cryptocurrencies. Ou então, por outras palavras, digamos que o Blockchain está para os cryptocurrencies como a Internet está para as redes sociais. É o sistema responsável por validar e registar toda a informação relativa às transações realizadas através de cryptocurrencies ou, se preferir, através de moedas digitais (o exemplo mais conhecido é a Bitcoin).