Ana Neves é Líder Digital Europeu do Ano

CIOEmpresasNegóciosProjetos

O prémio de Líder Digital Europeu do Ano foi atribuído a portuguesa, Ana Cristina Neves, Diretora do Departamento de Sociedade da Informação, Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), Portugal. Este prémio está integrado nos Chief Information Officer (CIO), atribuídos pela comunidade de executivos de TIC (CIONET). 

Com a intenção de  reconhecer o sucesso dos CIOs que aumentaram a competitividade das suas organizações utilizando Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) criando um valor comercial significativo.

Pela oitava vez consecutiva, o CIONET reuniu um comité de especialistas para selecionar os vencedores entre uma seleção de 23 finalistas proeminentes de 8 países europeus, onde se inclui Portugal.

Os seguintes CIOs receberam o prémio deste ano:

  • Líder Digital Europeu do Ano: Ana Cristina Neves, Diretora do Departamento de Sociedade da Informação, Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), Portugal;
  • Inovador Digital Europeu do Ano: Stefan Würtemberger, Diretor Digital da RENZ GmbH, Alemanha;
  • CIO Europeu do Ano, Setor Público: Jaime Sanz García, Diretor de Informática, Correos, Espanha;
  • CIO Europeu do Ano, Responsabilidade Regional: Emiliano Sorrenti, Diretor de Informações, Aeroporti di Roma, Itália;
  • CIO Europeu do Ano, Responsabilidade Global: Bouke Hoving, VP Executivo de Redes e TI, KPN, Holanda.

Os critérios de seleção incluíram a análise sobre o quanto os os CIOs ajustaram a sua estratégia de TI para dar resposta às necessidades do seu negócio; sobre como foram bem-sucedidos na implantação de TIC e equipas relacionadas para corresponder aos requisitos do negócio e gerir com eficiência as suas prioridades. Os vencedores finais foram selecionados com base nos seus próprios sucessos e nos das suas equipas.

“A era do alinhamento de TI e de negócios acabou”, disse Frederic De Meyer, diretor de programas da CIONET International. “Estes extraordinários CIOs provam o quão tangível o impacto comercial é possível existe uma mudança de foco de uma mera manutenção do funcionamento do negócio enquanto se vai introduzindo novas tecnologias para, não apenas alinhá-las com o negócio, mas para se fundirem com ele.”

De acordo com os membros do júri Nils Fonstad e do Dr. Joe Peppard, do Centro de Pesquisa de Sistemas de Informação do MIT, “todos os finalistas são modelos a seguir para uma grande liderança digital. A promoção do capital social em toda a organização e a eliminação da armadilha do alinhamento ao co-evoluir com clientes e parceiros são duas das principais práticas que distinguem os CIOs mais bem-sucedidos”.

 “A CIONET tem feito de tudo para promover em termos internacionais a excelência dos Diretores de Informática portugueses”, afirma Rui Serapicos, Managing Partner da CIONET Portugal. “A vitória da Ana Neves é exemplo disso, tal como foi o Nuno Miller em 2014, quando venceu o prémio na sua categoria”.

“É uma honra enorme receber este prémio, ainda mais no âmbito da qualidade e excelência a que a CIONET nos tem habituado”, diz Ana Neves, Diretora do Departamento de Sociedade da Informação da FCT. “Constitui um enorme estímulo e motivação para a continuação do meu trabalho nesta transformação digital diária”.

Read also :