A palavra-passe padrão do seu router Wi-Fi pode ser um risco

Segurança

O acesso indevido ao router Wi-Fi pode permitir o acesso à rede doméstica do utilizador e, inclusive, aos dispositivos ali conectados

Mitigar as possibilidades de routers Wi-Fi domésticos serem comprometidos começa com boas práticas de palavras-passe por parte dos seus utilizadores.

A ESET chama a atenção dos perigos que preservar as credenciais de acesso padrão dos routers representam para a proteção dos dados e privacidade do utilizador.

As palavras-passe predefinidas dos fornecedores de routers Wi-Fi “são muitas vezes insuficientemente complexas” para garantir a segurança da informação, apesar “de muitos utilizadores continuarem a usá-las”.

Na prática, esta falha “abre portas para todo o tipo de ataques por agentes maliciosos, incluindo espionagem, malware, apropriação de dados, entre outros”, refere ainda a ESET.

De facto, o acesso indevido ao router Wi-Fi pode permitir o acesso à rede doméstica do utilizador e, inclusive, aos dispositivos ali conectados.

Além disso, cibercriminosos podem abusar da ligação dos utilizadores para descarregar conteúdos pirata ou aceder a materiais ilegais, “tornando o utilizador potencialmente suspeito ou responsável por estas atividades”.

É por isso que a ESET recomenda “alterar a palavra-passe de administrador do router Wi-Fi logo durante o seu processo de configuração inicial”.

A especialista em cibersegurança sugere que os utilizadores se certifiquem de que quando o fizerem, evitem os erros comuns de criação de palavra-passe e criem uma palavra-passe forte e única.

Recordando-se, ainda assim, que devem utilizar palavras-passe distintas para aceder às definições de administrador do router Wi-Fi e para se ligar à Internet através do router.

Como em muitos outros cenários de cibersegurança, mitigar os riscos “começa pelos comportamentos”.

Reduzir as possibilidades de ter o router Wi-Fi comprometido “não requer medidas extravagantes, mas é da máxima importância para garantir a segurança dos dados e privacidade”.

Read also :