18 de Julho de 2014

Open Rights Group vai processar governo britânico

O Open Rights Group, organização britânica defensora dos direitos dos cidadãos digitais, está determinada em sabotar a aprovação do projeto de lei de Retenção de Dados e Poderes de Investigação (DRIP) que está a ser embutido na Constituição do Reino Unido. O DRIP conta já com o apoio de múltiplos partidos políticos e, segundo consta,

Resultados da IBM desapontam…mas não muito

A International Business Machines avançou que os resultados para o segundo trimestre, apesar de dececionantes, superaram as estimativas dos analistas, o que fez com a CEO Ginni Rometty ficasse mais perto de atingir os lucros objetivados. Embora as receitas tenham sofrido a nona queda trimestral consecutiva, uma quebra de dois por cento, que as colocou

Kaspersky: Tudo sobre o novo programa de canal

A Kaspersky Lab já tem em vigor um novo programa de canal, cuja grande novidade é o facto de passar a ser comum a todo o território europeu. A B!T falou com Rui Pinho, Channel & SMB Account Manager da Kaspersky Lab Portugal, que nos explicou todos os pontos essenciais do programa, dos níveis de

Gestores da Samsung devolvem parte dos seus bónus

Foram quase duas centenas de gestores do segmento de dispositivos móveis da Samsung que devolveram uma porção dos seus bónus à empresa, que se prepara para comunicar os piores resultados trimestrais do último par de anos. Nos primeiros dias de julho, a Samsung havia já anunciado que os lucros operacionais neste segundo trimestre deveriam ficar

Google perde CBO e comunica resultados que superam previsões

A Google prepara-se para se despedir do seu diretor de negócios Nikesh Arora, um dos maiores trunfos do CEO Larry Page e a principal ligação da tecnológica a Wall Street.   Tendo há já quase uma década integrado a árvore genealógica da Google, Arora, de malas feitas, está agora pronto para passar a fazer parte

Smartphones Nokia com Android? Acabou-se!

O processo de transformação na Microsoft continua ‘a todo o vapor’. Depois de ter confirmado o despedimento de 18 mil funcionários, a empresa vai também dizer adeus à plataforma Android nos seus smartphones Nokia. Alguns analistas mostraram-se surpreendidos com a decisão, pois partilhavam a opinião de que a Microsoft iria acabar por abandonar o sistema