ZTE cresce na primeira metade do ano

EmpresasNegócios

Empresa chinesa de equipamentos de telecomunicações registou um aumento do lucro líquido no primeiro semestre de 2016. Crescimento da adoção de tecnologia 4G na China ajudou a diminuir o impacto das restrições nos Estados Unidos.

A ZTE registou um aumento de 9,3 por cento no lucro líquido dos primeiros seis meses do ano. A adoção da tecnologia 4G na China foi a principal responsável, tendo ajudado a diminui o impacto das restrições nos Estados Unidos.

Num documento enviado à bolsa de Shenzhen, na China a empresa afirma que o lucro atingiu os 1,8 mil milhões de yuan, cerca de 239 milhões de euros, entre janeiro e junho de 2016. As receitas subiram para 47,8 mil milhões de yuan, cerca de 6,36 mil milhões de euros, um crescimento de quatro por cento.

Zhao Xianming, chairman da ZTE, afirmou em comunicado que “o desenvolvimento das industriais de telecomunicações tradicionais será sujeito a desafios mais fortes na segunda metade de 2016, dado o abrandamento do crescimento da economia global e o aumento de incertezas”. No entanto, o chairman da ZTE afirma, também, que essas indústrias vão beneficiar do rápido crescimento do fluxo de dados globais e de outros fatores, como a construção de cidades inteligentes.

Em março, o departamento do comércio dos Estados Unidos impôs restrições à importação de produtos da ZTE por a empresa ter alegadamente violado as sanções norte-americanas ao Irão. Ainda assim, a ZTE reitera que vai continuar a cooperar com as autoridades norte-americanas na sua investigação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor