Zomato passa a disponibilizar o serviço da Uber

AppsMobilidadeNegócios

A Zomato e a Uber acabam de firmar uma parceria a partir da qual os utilizadores podem requisitar um carro diretamente para o restaurante em que estão. Esta funcionalidade está já integrada nas páginas de todos os restaurantes da Zomato e está operacional a partir de hoje. Conhecida pela sua app que ajuda os utilizadores

A Zomato e a Uber acabam de firmar uma parceria a partir da qual os utilizadores podem requisitar um carro diretamente para o restaurante em que estão. Esta funcionalidade está já integrada nas páginas de todos os restaurantes da Zomato e está operacional a partir de hoje.

Zomato

Conhecida pela sua app que ajuda os utilizadores a encontrarem restaurantes, a Zomato fechou hoje uma parceria com a Uber, o mediático serviço de táxis online. Esta colaboração visa a integração da funcionalidade de reserva de boleias na aplicação Zomato.

Os utilizadores podem, assim, pedir que um carro da Uber os vá buscar à porta do restaurante onde se encontram, através de um botão que se encontra nas páginas de cada um dos restaurantes do portfólio da Zomato. O pagamento do serviço é efetuado mediante cartão de crédito.

Esta funcionalidade permite definir, para além de uma tarifa limite, o tipo de veículo que mais se adeque às necessidades do utilizador.

Londres e África do sul foram as primeiras regiões a receber esta nova versão da Zomato, que está a ser implementada agora em mais 13 países, entre os quais Portugal.

A B!T perguntou ao country manager da Zomato em Portugal, Miguel Riberio, de que forma iria esta coligação impactar os negócios das empresas, e ficámos a saber que a parceria não assenta em nenhum modelo de partilha de receitas. A integração da Uber na Zomato tem como objetivo “facilitar aos utilizadores a deslocação para os restaurantes, sendo uma experiência mais completa e cómoda no momento de ir comer fora”, explica o executivo.

Lisboa será a primeira cidade portuguesa a usufruir desta nova funcionalidade, mas dentro dos próximo três a seis meses, aterrará no Porto, segundo informações avançadas à B!T por fontes oficiais.

Perguntámos à Zomato se o facto de estar aliada a uma empresa que várias vezes esteve sob os focos da ribalta, seja por alegadas operações marginais ou por acusações de negligência no processo de análise de antecedentes dos condutores contratados, poderia, de alguma forma, colocar o negócio sob uma nuvem negra. A esta questão a Zomato respondeu que ” trata-se de uma parceria que fizemos a nível internacional e que integra a funcionalidade na nossa app – é uma opção extra que vai complementar a experiência”, o que evidencia que a polémica que envolve a Uber não deverá ter impacto significativo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor