YouTube adia início de cobrança por conteúdos

e-Marketing

O YouTube anunciou que, ao contrário das informações avançadas anteriormente, só vai começar a cobrar por conteúdos em 2014. A empresa fundada em 2005 já está a preparar a sua plataforma para lançar o serviço de subscrição para conteúdos pagos no próximo ano. Este adiamento no lançamento da oferta deve-se ao facto de os responsáveis

O YouTube anunciou que, ao contrário das informações avançadas anteriormente, só vai começar a cobrar por conteúdos em 2014.

youtube-space-in-tokyoA empresa fundada em 2005 já está a preparar a sua plataforma para lançar o serviço de subscrição para conteúdos pagos no próximo ano. Este adiamento no lançamento da oferta deve-se ao facto de os responsáveis pela plataforma ainda não estarem satisfeitos com as alterações feitas para suportar a nova modalidade de acesso.

Ao longo dos últimos meses houve apenas rumores da introdução da versão paga do YouTube, mas recentemente já foi confirmado o serviço de subscrição para conteúdos pagos, pois a empresa já garantiu as autorizações necessárias dos fornecedores de conteúdos para lançar a nova modalidade.

Ao que tudo indica, o Youtube vai avançar com esta oferta no primeiro trimestre do próximo ano. O serviço de subscrição do YouTube deverá ser idêntico ao Spotify, com música em streaming, tendo como principal fator diferenciador a componente de vídeo.

No passado mês de outubro, a Billboard estimava que a subscrição viesse a ter um preço mensal de 9,99 dólares, o que corresponde a 7,35 euros, que dará acesso a conteúdos offline.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor