Yahoo diz que 500 milhões de contas foram alvo de ataque

Segurança
0 0 Sem Comentários

No meio de um processo de venda à Verizon, a gigante de internet Yahoo confirmou um ataque massivo que ocorreu em 2014 e afetou 500 milhões de utilizadores.

O site Re/code avançou a informação da existência de um ataque descoberto em agosto mas referente a 2012, em que 200 milhões de contas de utilizadores da Yahoo foram acedidas indevidamente e os dados colocados à venda na web. Nesse caso, o culpado era o autodenominado hacker “Peace.”

Mas a situação é muito, muito pior. Em comunicado, a empresa informou que o ataque afetou informação de pelo menos 500 milhões de contas e pediu a todos os utilizadores que atualizem os seus mecanismos de segurança. É o resultado de uma investigação que a Yahoo iniciou em agosto e na qual está a colaborar com as autoridades americanas.

O fato é que a empresa não atribui nada disso ao hacker “Peace”, que estava a pedir 1.8 milhões de dólares pelos dados dos 200 milhões de contas que disse ter pirateado. No comunicado, a empresa informa que o roubo de informação foi executado por um agente patrocinado por um governo, sem adiantar mais pormenores.

Os dados hackeados incluem nome, password, endereço de email, data de nascimento e, nalguns casos, pergunta de segurança.

Marissa Mayer, que entrou para a Yahoo com a missão de recuperar a empresa e falhou, está a gerir a venda dos seus principais ativos a Verizon por 4.8 mil milhões de dólares.  A confirmação é mais uma mancha no histórico falhado de Marissa à frente da Yahoo – logo ela, que saiu da Google depois de um percurso brilhante e muito valorizado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor