XpandIT apresenta última release do Pentaho

Data-StorageEmpresasNegócios

A XpandIT apresentou a última release do Pentaho num evento que reuniu decisores de todos os setores de actividade. A empresa diz que o software está preparado para as novas tendências tecnológicas.  O Administrador da XpanIT, Paulo Lopes garante que o novo Pentaho 5.0 está em pé de igualdade com qualquer versão comercial e que a grande diferença “reside na

A XpandIT apresentou a última release do Pentaho num evento que reuniu decisores de todos os setores de actividade. A empresa diz que o software está preparado para as novas tendências tecnológicas. 

bigdataO Administrador da XpanIT, Paulo Lopes garante que o novo Pentaho 5.0 está em pé de igualdade com qualquer versão comercial e que a grande diferença “reside na forma de chegar ao produto, que é baseada na comunidade e permite ao utilizador ter um modelo de desenvolvimento e uma evolução muito mais completos e abrangentes do que outro tipo de tecnologia”.

Segundo o responsável, o tema Pentaho & Big Data Ecosystem foi bem escolhido para a apresentação da versão 5.0 do Pentaho. Este evento contou com cerca de cem decisores e administradores de empresas nacionais de setores como a Administração Pública, telecomunicações, utilities e banca.

Paulo Lopes considera que, das poucas pessoas a trabalhar com big data, a maioria delas não sabe o que fazer com a informação, nem sabe como geri-la, levando-as a procurar respostas para os desafios.

A versão 5.0 está disponível apenas há um mês e meio e veio redefinir a interface do Pentaho e a experiência de utilização. “É uma major release como não acontecia há cerca de seis anos”, afirma o administrador, acrescentando que “foi introduzido também um conceito de marketplace de plug ins, em que é possível aceder facilmente a plug ins que sustentam a evolução dos projetos dos clientes”.

A comunidade Pentaho em Portugal está muito ligada à comunidade global, tendo como suporte a Xpand IT, ou a Webdetails, uma empresa Pentaho.

Paulo Lopes considera que o atual contexto económico é favorável ao open source, pois as empresas estão cada vez mais forçadas a pensar no que vão adquirir, e garante que esta tecnologia é imbatível, pois os resultados que permite alcançar estão em pé de igualdade com os produzidos por qualquer outra ferramenta.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor