Xiaomi não lucra um cêntimo com venda de smartphones

MobilidadeSmartphones
0 0 Sem Comentários

A fabricante chinesa Xiaomi não lucra um cêntimo com a venda de smartphones. A revelação surpreendente foi feita pelo executivo Hugo Barra, vice-presidente global da marca, numa entrevista à agência Reuters.

Barra afirmou que uma quebra acentuada das vendas de smartphones Xiaomi não terá um grande impacto nos lucros da companhia precisamente por esse motivo. Em contrapartida, o crescimento da empresa será impulsionado pelas vendas de dispositivos para a casa inteligente e o ecossistema de software.

No ano passado, as vendas de smartphones da marca falharam o alvo em 12% em todo o mundo. No terceiro trimestre, as vendas na China caíram 45%, de acordo com a consultoria IDC. Estes números levantaram dúvidas em relação à valorização de 46 mil milhões de dólares que a empresa tem atualmente.

Hugo Barra disse que o modelo de negócio não se baseia na receita de smartphones. “Basicamente nós estamos a vender telefones para o consumidor sem fazermos dinheiro… Nós estamos interessados nos fluxos de receitas recorrentes durante muitos anos”, disse o executivo.

“Nós podiamos vender 10 mil milhões smartphones e não teríamos um cêntimo em lucros.”

O vice-presidente da empresa Liu De disse esperar que as vendas de dispositivos de casa inteligente dupliquem para 1,5 mil milhões de dólares este ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor