Xiaomi escolhe Índia para lançar primeiro tablet

Mobilidade

O novo smartphone da Xiaomi bem como o seu primeiro tablet são lançados, hoje, na Índia e a apresentação foi feita através de um jogo de palavras que ia dando algumas pistas aos utilizadores. Este país foi também o escolhido para albergar 100 lojas da marca que não funcionarão como habitualmente, apostando no conceito de

O novo smartphone da Xiaomi bem como o seu primeiro tablet são lançados, hoje, na Índia e a apresentação foi feita através de um jogo de palavras que ia dando algumas pistas aos utilizadores. Este país foi também o escolhido para albergar 100 lojas da marca que não funcionarão como habitualmente, apostando no conceito de experiência.

xiaomimipad09

2015 parece ser o ano da Xiaomi na Índia, com o anúncio de que a marca chinesa escolheu este país para lançar dois novos produtos e para implementar um conceito diferente de lojas. Os utilizadores indianos já podem adquirir equipamentos da Xiaomi desde julho mas ainda de modo muito limitado, não conhecendo, por isso, esta marca tão bem como as restantes que estejam totalmente integradas no país.

Para contornar esta situação e tornar o mercado indiano mais próximo da Xiaomi, a empresa chinesa anunciou o lançamento do seu novo smartphone, o Redmi 2, hoje, em Nova Deli. Para além deste smartphone low cost, como é apanágio da marca, será lançado também o primeiro tablet da Xiaomi, o Mi Pad que integrará o sistema operativo Android KitKat.

Para apresentar os dois equipamentos, a marca lançou um jogo de palavras através do qual os utilizadores podiam inscrever-se para pré-comprar tanto o smartphone como o tablet. Este puzzle ia revelando algumas das características dos mesmos e dava ainda a possibilidade de alguns utilizadores ganharem passes prioritários para conhecer o Redmi 2 e o Mi Pad.

No evento de hoje, a Xiaomi aproveitou ainda para anunciar a abertura de 100 lojas, na Índia, com o intuito de dar a conhecer os dispositivos da marca neste mercado mas, nestas lojas, não será possível comprar qualquer tipo de equipamento. Serão apenas lojas de experiência, ou seja, espaços que disponibilizam todos os smartphones e restantes produtos Xiaomi para que os possíveis consumidores possam experimentar e depois comprar através de outros canais.

Já em abril, cidades como Bangalore ou Chennai receberão as primeiras lojas deste género mas a aquisição de equipamentos deverá continuar a ser realizada a partir de vendas relâmpago no site de comércio online Flipkar


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor