Xiaomi aposta no mercado de smartphones indiano

EmpresasMobilidadeNegóciosSmartphones

Se outrora a China era o maior mercado de smartphones do mundo, agora parece estar à beira de perder o título. E a Xiaomi, a maior fabricante destes dispositivos no país, parece ter percebido que o melhor é apostar em mercados mais promissores, como a Índia.

Segundo a Reuters, a Xiaomi aliou-se à companhia Foxconn para levar a produção de smartphones para a Índia, um país com uma baixa penetração destes equipamentos e que, por isso, pode ser uma grande oportunidade para as empresas.

O estado de Andhra Pradesh foi o escolhido para instalar a linha de produção, de onde vai sair o primeiro smartphone produzido localmente – o Redmi2Prime -, disse o vice-presidente da companhia, Hugo Barra.

“Não se trata apenas de fazer design para a Índia, queremos também estar mais perto dos nossos consumidores neste país”, declarou Barra, citado pela Reuters. O responsável não avançou ainda pormenores sobre a dimensão do investimento.

Com o abrandamento do mercado chinês, a Xiaomi sofreu um duro golpe. Os resultados para a primeira metade deste ano revelaram um crescimento mais modesto nas vendas de telemóveis do que aquilo a que a empresa nos tinha habituado.

As previsões apontam para que a Índia seja a sucessora da China, enquanto maior mercado de smartphones do mundo, já em 2017.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor