WinTrust estreia-se na Suíça através de parceria local

Negócios

A portuguesa WinTrust entra pela primeira vez no mercado suíço através de uma parceria com a t2b. O primeiro projeto da empresa será a avaliação do desempenho dos sistemas informáticos de uma farmacêutica multinacional. A WinTrust tem um objetivo em mente: 30 por cento da totalidade do negócio tem de, em 2015, ser gerado pelos

A portuguesa WinTrust entra pela primeira vez no mercado suíço através de uma parceria com a t2b. O primeiro projeto da empresa será a avaliação do desempenho dos sistemas informáticos de uma farmacêutica multinacional.

wintrust

A WinTrust tem um objetivo em mente: 30 por cento da totalidade do negócio tem de, em 2015, ser gerado pelos mercados externos. A estreia na Suíça surge, precisamente, como um catalisador desta ambição.

Patrick Toenz, diretor executivo e fundador da consultora suíça t2b, especializada na gestão de TI, acredita que a união com a t2b vai permitir-lhe desenvolver ofertas mais robustas aos seus clientes locais.

Por sua vez, Filipe Nuno Carlos, sócio-gerente da WinTrust, afirma a sua estratégia de internacionalização é potenciada pela aliança com a t2b e a sua consequente entrada no mercado suíço. “A t2b é o nosso parceiro local que suporta o projeto em termos de gestão e acompanhamento”, disse o executivo português em comunicado.

Este primeiro projeto da empresa lusa na Suíça, em parceria com a t2b, visa testar a capacidade do software de uma farmacêutica multinacional – cujo nome fontes oficiais da WinTrust disseram que não podiam revelar sob condições de confidencialidade – para suportar o aumento da carga de trabalho.

No fim do passado mês de abril, a WinTrust já havia conseguido alcançar 80 por cento do volume de negócios conseguido em 2014.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor