WeDo lança App para combater fraude de chamadas internacionais

MobilidadeOperadoresRedes

Este tipo de fraude designado por International Revenue Share Fraud (IRSF) pode representar perdas de receitas na ordem dos 10,7 mil milhões de dólares por ano.

A WeDo , anunciou uma nova aplicação que irá ajudar as Operadores de Telecomunicações, a reduzir um dos maiores tipos de fraude nesta área – International Revenue Share Fraud (IRSF) – que representa perdas de receita na ordem dos 10,7 Billiões de dólares por ano.

‘Este tipo de fraude é dos mais difíceis de eliminar tendo em conta a enorme complexidade do ecossistema de redes móveis, uma vez que envolve inúmeros operadores e teve um crescimento de 500% entre 2013 e 2015. Esta App permite aos operadores lidar com a actividade fraudulenta dos dias de hoje relativamente a roaming, bypass e IRSF, equipando os operadores a conseguirem identificar futuras áreas de fuga de receita. Por ser uma solução na cloud permite-lhes ainda maior velocidade, agilidade e sofisticação na forma como gerem a sua garantia de receita e gestão de fraude”, afirma  Rui Paiva, CEO da WeDo Technologies.

Um exemplo comum deste tipo de fraude – IRSF – é o wangiri, termo japonês que significa ‘one ring and cut’, em que entidades fraudulentas detentoras de números internacionais incentivam a geração de tráfego através de chamadas fraudulentas aleatórias e em massa, recebendo parte da receita do tráfego terminado nesses destinos. Quando esse tipo de fraude é feita através de sms denomina-se smishing – onde o consumidor, ao clicar no link, está igualmente a ser alvo de actividades fraudulentas.

No início deste ano, a WeDo Technologies lançou o RAID.Cloud, que oferece uma abordagem simples, rápida e inteligente para gerir fraude nas telecomunicações.